"Os mais excitantes contos eróticos"


Comi uma das minhas Terapeutas, no divã


autor: Crane
publicado em: 24/03/17
categoria: hetero
leituras: 3564
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá, meu nome é Flávio tenho 27 anos, sou advogado, branco, alto (1,85), o relato a seguir é de um fato que ocorreu esta semana!

Essa história é "engraçada", porque em parte ela é a razão por eu compartilhar com vocês algumas das minhas aventuras sexuais, além disso, ela aconteceu esta semana! Um relato fresquinho, posso até sentir o cheiro, o gosto do beijo, e de todo o corpo daquela delícia, bom vamos lá....

Depois de um tempo e alguns acontecimentos voltei a fazer terapia, que era algo que fiz quando mais novo, a razão que me levou a começa-la da primeira vez era a minha dificuldade em me concentrar nos meus compromissos do dia a dia, pois estava em uma rotina de vida muito voltado para diversão e principalmente sexo,sim é como se fosse viciado nisso.

Enfim, depois do término do meu relacionamento com minha namorada e a dificuldade no relacionamento com a minha ex-amante/ex-sogra, que ainda vejo as vezes, e agora com os encontros que vinha mantendo com a minha secretária, e ainda depois de conhecer o tal do Tinder(em breve relatos), kkkk eu estava tendo dificuldade em administrar uma vida amorosa e sexual,
sem que isso interferisse com minha vida profissional, rotina e etc.

Bom, por alguma razão profissional/técnica ou não sei explicar, em uma das sessões com minha terapeuta ela me questionou sobre a possibilidade da utilização de uma colega como "observadora", de nome Mariane, eu não vi problemas e isso ocorreu por um tempo, em muitas das vezes relatei com alguns poucos detalhes, meus encontros amorosos, minha rotina e vida sexual e etc.

Em uma dessas conversas, já sem a Mariane, a minha terapeuta me recomendou que eu escrevesse sobre a minha vida, minhas coisas, causas difíceis no trabalhos e inclusive sobre as minhas aventuras sexuais, ela entende que ao escrever estes "relatos eróticos" e não contos(pois são situações reais)
é como se eu liberasse parte do meu desejo sexual e isso me tornaria menos dependente de estar pensando e procurando sempre sexo, mesmo que seja em situações e relacionamentos que possam ser nocivos (como a minha ex sogra e a minha secretária, que é casada). E é por esta razão que
comecei a escrever estes relatos, comecei com histórias já antigas mas que me marcaram, e o que vou relatar para vocês agora é o acontecimento mais recente.


Ocorre que por um acaso do destino eu acabei convivendo com essa terapeuta observadora(Mariane), pois frequentávamos a mesma academia que fica na frente do escritório onde trabalho e a uma quadra do consultório , e sempre quando nos esbarrávamos o papo fluía bem, mas sempre mantendo uma certa distância profissional(por parte dela), eis que essa então recém-formada, começou a dividir o espaço de atendimento com a minha terapeuta e ai sempre que eu chegava ou saia das sessões muitas das vezes esbarrava com a mesma ou no consultório ou na academia.

Em uma dessas esbarradas decide tentar chamá-la para sair, estávamos saindo do consultório e no elevador conversamos sobre estarmos famintos e com alguma insistência a convenci a tomarmos um lanche juntos, conversamos bastante e fiquei encantado por ela, ela riu das minhas piadas, me perguntou várias coisas, achei que tinha gostado de mim, mas não consegui que marcássemos para sair ou que ela me desse o contato dela, o que me deixou meio chateado.

Faço 1 ou 2 sessões por semana, e há umas 2 semanas atrás a minha terapeuta me perguntou se eu estava de olho em alguém, achei estranho a forma como ela me perguntou, quase como se "soubesse de alguma coisa", eu realmente sai sem entender, tratamos também de uma proposta de emprego que recebi e ficamos de conversar logo após uma entrevista que eu faria, nesta terça-feira dia 21 de março.

Na saída desse dia, esbarrei na Mariane que estava saindo e disse "eai, vamos malhar?", eu
disse - sim, vamos! Ela falou por educação/brincadeira, mas eu decide aproveitar a situação, ela então me deu uma "pequena carona", já que por serem três locais próximos, eu preferia deixar meu carro no estacionamento do prédio do escritório, enquanto ela levava o carro até o da academia.

Aproveitei a situação e comentei que já conhecia onde ela trabalhava, mas ela não conhecia onde eu trabalhava, além do mais eu precisava pegar minhas roupas de academia, ela sorriu e disse que iria aproveitar para conhecer o meu trabalho então, deixamos o carro no estacionamento da academia e subimos até a minha sala, mas confesso que nem pensei em putaria, até porque ainda haviam pessoas no escritório, entramos perguntei se ela aceitava algo, falei rapidamente com a minha secretária (Thamy) que já estava indo embora.

Entrei na minha sala, chamei a Mariane, ela entrou e enquanto eu pegava as minhas coisas ficou reparando em tudo, e em dado momento passou a mão sobre a minha mesa, foi até a porta e viu que a Thamy já havia saído e comentou - Muito bonita a sua secretária!, eu segurei um sorriso malicioso e respondi: e muito competente! Senti um ar meio irônico quando ela respondeu algo como "ela deve ser boa no que faz" algo nesse sentido, estranhei mas desconversei e disse que
eu iria trocar de roupa, ela sugeriu que eu o fizesse na academia, eu disse ok e seguimos para lá.

Dessa vez fizemos os exercícios sempre jutos e conversando bastante, "nos ajudando", e ai eu pude apreciar aquele corpo maravilhoso bem mais de perto, na saída ela disse que estava toda dolorida, que precisava de uma massagem, passou-me pela minha cabeça explicar para ela que eu sou realmente bom nisso, mas não quis bancar o idiota e apenas comentei que depois de um dia de trabalho e de uma boa academia, uma massagem realmente cairia bem, comentei que pensava em fazer um curso de massagens, só para ver o que ela me diria, e ela disse que se eu encontrasse para avisá-la que ela toparia fazer também, vi nisso o começo de uma abertura por parte dela.

Nos despedimos com 2 beijinhos dessa vez( outra pequena evolução) e ela me disse que deveríamos combinar de irmos a academia sempre no mesmo horário quando pudéssemos, eu sorri e disse que ia ser legal, conversamos mais um pouco e eu perguntei se ela havia falado de mim para a colega dela, ela ficou meio sem graça, respirou e disse que sim, pediu desculpas, eu falei que estava tudo bem, e que esperava que ela não pensasse nada mal de mim, ela sorriu e foi embora meio tímida.

No dia seguinte, quando estou terminando as coisas no escritório, recebo uma mensagem no Whats app de um número que não conheço, era uma foto da Mariane na academia, perguntando: - vamos malhar?

Eu na hora fiquei louco para vê-la, mandei mensagem pedindo para que ela me esperasse, sai fugido e corri para lá, perguntei como ela conseguiu meu número, ela disse que foi a "minha excelente secretária que havia passado", eu ri e já comecei a pensar que ela estava muito maliciosa, pois em uma das sessões em que ela estava presente relatei o meu primeiro encontro com a Thamy (A Secretária viciada em Anal), aquele papo somado a delícia de ver a Mariane cuidando daquele corpo, estava me deixando cada vez mais interessado nela, tentei sondar o que ela faria no final de semana, mas ela logo disse que viajaria o que já podou minhas chances.

Naquele fds resolvi investir em uma loirinha do Tinder, foda bem mais ou menos, a melhor parte foi quando gozei pensando na Mariane....

Como eu disse anteriormente, depois da entrevista desta terça, iria me encontrar com a minha terapeuta, mas fiquei sem bateria no celular e com isso não consegui avisá-la que estava indo para lá,
quando cheguei ela já havia ido embora, já passava do horário de atendimento, mas a porta estava aberta, eu entrei a secretária já tinha ido embora e quem estava lá ?

A Mariane, perguntei sobre sua colega, ela disse que ela realmente havia comentado que eu vinha, mas como não liguei e ela não conseguiu falar comigo, ela imaginou que eu não sairia a tempo da reunião(que foi em outra cidade) e por isso não viria mais.

A Mariane então me perguntou como tinha sido a entrevista, e me ofereceu um chá, tomamos o chá na copa, fomos conversando, ela foi, fechou a porta que da para o corredor e me convidou para conhecer a sala dela, entramos e ficamos conversando um tempo, até que ela disse que se lembrou de mim quando viu uma coisa na viagem, eu respondi que me lembrei dela o final de semana inteiro, me aproximei e dessa vez ela não fugiu, a agarrei ali mesmo fui empurrando-a até a sua mesa e a coloquei sentada em cima dela.

Ela então me perguntou, se eu tinha algum fetiche em transar em cima da mesa, eu ri e respondi que comeria ela em qualquer lugar, perguntei porque ela fugia tanto de
mim, ela disse que tinha ficado com tesão de ouvir os meus relatos durante a terapia, e se sentia um pouco "vadia" por causa disso, que ficava molhadinha e tinha vontade
de fazer parecido, mas que me achava muito safado e por isso fugia de mim.

Eu abracei ela bem forte e perguntei se ela ia fugir dessa vez, ela disse que não, então comecei a tirar a roupa dela bem devagar, primeiro foi um casaco bom botões, depois uma blusa de alcinha, tirei o seu sutiã e cai de boca naqueles seios rosinhas e pontudinhos, que eu tanto observava na academia..., ela que antes parecia meio tímida ou travada e foi começando a se soltar, dizendo: - vai safado, me chupa, eu sei que você ficava me olhando na academia, seu cachorro!

Ouvir aquilo me dava muito tesão, tirei minha roupa e ela foi terminando de tirar a dela, e enquanto nos agarrávamos ela fazia questão de falar putaria no no meu ouvido e perguntar
"vocÊ adora uma putaria né?", "Fico molhadinha quando ouço você contar das suas transas com as outras" "Quero ser eu a putinha da vez", "Já pensou em comer uma das suas terapeutas, seu safado?"

Fui ficando cada vez mais doido, ela segurava firme no pau e me masturbava, eu segurei firme na sua bunda e a coloquei novamente em cima da mesa, abri suas pernas, me ajoelhei e cai de boca naquela bucetinha rosinha, que delicia, fui colocando a língua dentro e chupando bem gostoso, a vadia dizia para não parar, falava: "chupa a bucetinha da sua terapeuta, chupa, mas chupa com vontade".

Dei uma parada, fiquei olhando para aquela loira deliciosa, ela desceu da mesa, se apoiou nela e disse "eu quero que você me pegue bem gostoso, em cima dessa mesa"

"Me fode igual fodeu a puta da sua secretária", ela empinou aquela bundinha, abriu bem as pernas e fui colocando meu pau naquela bucetinha molhadinha (pqp, to com tesão só de lembrar...)

.......Fiz uma pausa enquanto escrevia este relato, mandei uma mensagem para ela e trocamos umas fotos( vou dar um jeito de me encontrar com ela amanhã)....

Enquanto eu estocava aquela putinha com vontade, ela continuava falando putaria, como amo isso! E eu falava "ta gostando né vadia?", dai ela me fez parar e me puxou para uma espécie de divã, e perguntou "já comeu alguém assim?", me jogou nele, e começou a me provocar, lambeu todo o meu corpo, até que montou em cima de mim e cavalgou com força, enquanto me arranhava o peito, que putinha gostosa, me pediu até para dar uns tapas nela, levantamos ela ficou de 4 sobre o divã, e comecei a meter com força naquela vagabunda, ela gritava, pediu para bater nela, deixei aquela bundinha vermelha, mas ela continuava pedindo mais.

Puxei o seu cabelo e ela enlouqueceu, avisei que ia gozar e ela disse "goza dentro que eu gosto", ela se levantou, prensei-a contra a parede a ergui, ela se encaixou no meu pau e fui subindo e descendo ela, com minhas mãos segurando firme na sua bunda, não demorou muito e gozei gostoso naquela vadia, deitamos juntos no divã, ela de costas em cima de mim, ela roçava a bunda no meu pau sujo de gozo, enquanto eu a massageava a bucetinha dela, até que ela gozou, ela se virou e ficou deitada em cima de mim me olhando com aquela carinha de safada que ela tem, ficamos um tempo assim, ela disse que estava tarde, convidei-a para ir a minha casa ou para um motel, ela achou melhor deixar para outro dia.

Estou louco para comê-la de novo, tentei a todo custo me encontrar com ela na quarta e na quinta, mas a safada fugiu de mim, mas sei que era só para me provocar, nesses dias conversamos muita putaria no telefone e ela me manda fotos e vídeos para me provocar.

Falei que vou comprar uma fantasia para ela usar, ela disse que ta louca para dar pra mim de novo, só que dessa vez na minha mesa, falei que dessa vez quero serviço completo ( mamada e cuzinho), ela disse que nunca deu o cuzinho ( opa! vou ser o primeiro?).

Disse que quando eu provar não vou querer mais saber da minha secretária,kkkkk, eu sei que dou conta das duas, devo me encontrar com a Mariane nesta sexta-feira (24/03), e dependendo do que rolar, venho aqui contar para vocês....

Uma última coisa, transem em um divã! é uma experiência incrível, fica a dica. Comprei duas fantasias uma de enfermeira e outra de coelhinha, qual sugerem que eu leve? Até a próxima!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.