"Os mais excitantes contos eróticos"

 

No Arquivo


autor: Camilinha
publicado em: 15/08/16
categoria: hetero
leituras: 3072
ver notas
Fonte: maior > menor


Numa semana de pouco movimento no trabalho, eu estava toda taradinha e, quando estou assim no trabalho, mando alguma mensagem pro Carlão e marco com ele pra gente dar uma transada depois do trabalho.

Dessa vez foi um pouco diferente. Mandei uma mensagem pelo Whatsapp pra ele com uma foto da minha calcinha por baixo da saia, um fio dental minúsculo todo cheio de coraçõezinhos na parte da frente e o texto "hoje estou doida por uma rola!"

Em seguida ele respondeu "no arquivo em dez minutos!"

Meu coração disparou de tesão, eu esperava que ele marcasse um motel ou o apartamento dele, mas ele queria pra já!

Esperei uns minutos e quando deu o horário fui direto pro arquivo. Mal passei pela porta e vi Carlos na parede oposta, braços cruzados me esperando. Entre nós havia uma grande mesa onde os arquivistas processam os documentos. Ao lado da mesa estavam os dois jovens arquivistas, João e Luiz. Ambos na faixa dos 22 anos, ainda com algumas espinhas no rosto, olhando incrédulos pra mim. João mais baixo que Luiz, mas um pouco mais forte, uma barbinha por fazer e óculos nos olhos. Luiz um pouco mais alto e magro, topete no cabelo e carinha de bom moço. As calças já com volumes inchados.

Carlos então deu a volta na mesa, me prendeu contra a porta do arquivo e me deu um beijaço, de tirar o fôlego, passando as duas mãos subindo pelas minhas coxas, erguendo minha saia e apertando minha bunda deliciosamente.

Correspondi ao beijo, me agarrando gostoso com ele enquanto ele trancava a porta do arquivo.

Ele olhou para os dois garotos e disse:

- Vai ser o melhor dia de trabalho da vida de vocês!!!

Eu concordei e fui em direção aos dois garotos, beijei cada um da mesma maneira que havia beijado Carlos.
Podia sentir o volume de seus pintos roçando na minha coxa à medida que me encoxava com eles durante os beijos.

Carlos juntou-se a nós e disse que eu era a musa dos garotos do arquivo e que eles morriam de tesão por mim, que tinham várias fotos minhas de quando vou com roupas provocantes ao trabalho e me faziam diversas "homenagens". Ele disse também que os meninos sempre caprichavam em tudo que faziam pra mim, pois eu agradecia com abraços e era gentil com eles, então, ele achou que os meninos mereciam um presente.

Eu sorri toda safada e beijei a boca dele, em seguida, concordei que eles mereciam um presente bem gostoso. Mandei que os três sentassem ao lado da mesa, de frente pra mim e eles obedeceram.

Então, sentei no colo do joão, em cima de uma de suas pernas, beijando sua boca e acariciando seu peito. Fui descendo e abri sua calça, depois puxei seu pau pra fora e o masturbei um pouco pra sentir a dureza. Fiz o mesmo com Carlos e Luiz.

Deixei os três exatamente como eu queria. Três varas deliciosas só pra mim.

Então, fui até o computador do arquivo e pus pra tocar “You Can Live Your Hat On” do Joe Cocker, uma música perfeita pra um belo strip tease.

Subi na mesa e comecei a caminhar por ela lentamente, abrindo os botões da blusa e olhando pra eles toda safadinha.

Ambos se masturbavam enquanto eu fazia minha dança. De costas pra eles, terminei de abrir a blusa e a deixei cair até o chão. Virei e chutei a blusa em direção a eles. João agarrou e a cheirou.

Então, comecei a mexer a saia, subindo de vagar, mostrando a bunda e depois cobrindo novamente, rebolando enquanto abria a saia e também tirei, ficando somente de sutiã e fio dental.

Passei a provocá-los, rebolando próximo aos seus rostos no ritmo da música, exibindo meu cuzinho por baixo do minúsculo fio de tecido que o cobria, afastando a calcinha de lado e passando os dedos na bucetinha e depois lambendo, imitando um boquete.

Então, ainda dançando, abri meu sutiã e o removi segurando os seios com as mãos, levando-os à loucura total.

Apertava e acariciava meus seios e rebolava toda safada em cima da mesa. Então deixei que vissem meus peitos e passei a deslizar as mãos pelo meu corpo, quase tirar a calcinha toda e depois voltar. Provoquei MUITO!!!

Quando a música estava no fim, fiquei de quatro na mesa e fui tirando a calcinha bem de vagar com a bunda virada pra eles e bem empinada, mostrando tudinho.

Joguei a calcinha para Luiz que a pegou e cheirou, depois enrolou em seu pau. Eles estavam doidinhos!

Continuei dançando peladinha, mostrando meu corpo de todos os ângulos, enfiando os dedos no cuziho de quatro, me exibindo toda e ficando ainda mais cheia de tesão;

Deitei na mesa, pernas abertas, acariciado meus seios e minha bucetinha e os chamei.

Os três se despiram e vieram pra cima de mim, em torno da mesa. João começou a chupar meus seios enquanto Luiz acariciava minha buceta e Carlos, sabendo do que eu gosto bateu com aquele pau grosso maravilhoso na minha cara. Comecei a chupá-lo imediatamente.

João apertava e mamava forte em meus seios, sugando os bicos e fazendo pressão enquanto os dedos de Luiz me penetravam, dois ou três dedos por vez, ora no cuzinho, ora na buceta. Passei a gemer e rebolar, masturbando João e Luiz enquanto mamava na rola grossa de Carlos.

Os dedos de Luiz me possuindo e a mamada de João junto com o prazer de chupar uma rola que mal cabia na minha boca me fizeram gozar gostoso. Então, mandei que sentassem de novo e desta vez fiquei de quatro entre as três cadeiras que formavam um semicírculo.

Comecei a chupar João, lentamente, sentindo seu pau tocar o céu da minha boca, a língua enrolada naquela pica e as mãos acariciando suas bolas. Depois fui para o pau do Luiz e repeti o gesto. Logo estavam os três em pé e chupava aqueles pintos, me deliciando com os diferentes sabores e texturas na boca. Chupava suas bolas e deixava que batessem em meu rosto com os pintos.

Enquanto eu chupava um, masturbava os outros dois, as vezes enfiava dois na boca ou lambia-os de forma alternada. Ambos me masturbavam, enfiavam os dedos no meu cuzinho e na minha bucetinha enquanto eu mamava gostoso neles.

A media que eu chupava cada um, sentia seus pintos latejando, ouvia seus gemidos e arranhava seus corpos, mordia as coxas e enfiava a cara em suas bolas.

João foi o primeiro a gozar, enchendo minha boca de porra quando comecei a chupar seu pau com força.

Em seguida, Carlos gozou nos meus seios enquanto eu lhe fazia uma espanhola gostosa.

Por fim, Luiz encheu minha boca com uma gozada forte e quente.

Tirei várias fotos com eles, pelada, com os pintos na boca, e disse que essas eram pra eles me homenagearem ainda mais, pois adorava homenagens.

Me limpei no banheiro do arquivo e saí, deixando também a calcinha de presente e prometendo que voltaria logo logo, mas dessa vez queria foder gostoso naquele arquivo.

Espero que tenham gostado, desculpem o meu desaparecimento!

Beijos e lambidas,
Camilinha!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.