"Os mais excitantes contos eróticos"


Novinha e viciada na DP


autor: safadinha01
publicado em: 20/04/16
categoria: hetero
leituras: 30958
ver notas
Fonte: maior > menor


Quando eu era mais nova perdi a virgindade com um dos amigos do meu irmão, primeiro do cu (como ja contei) e depois da boceta, isso me fez ficar tarada por dar o cu, hoje faço anal toda vez que transo e sou viciada numa dupla penetração. Vou contar como fiquei assim.
Com 16 anos eu já tinha transado com os 4 melhores amigos dos meus irmão( o Davi, o Alex o Giuberto e o Paulo) escondido de todos, claro!
Até que um dia o Davi e o Alex descobriram que eu era taradinha e vivia dando pra eles, eles pediram pra fazermos a 3, ficaram semanas me pertubando e tentando me convencer, até q um dia concordei que deixaria o Alex me comer enquanto o Davi “olhava”. Toda mulher tem a fantasia de dar pra 2 homens ao mesmo tempo, eu não era diferente, já sabia que acabaria deixando os 2 me comerem e fui preparada pra isso, só deixei que eles pensassem que não.
Marcamos na casa do Alex, que era filhinho de mamãe e tinha uma puta de uma casa, com direito a hidromassagem e tudo.
Quando cheguei na casa do Alex, que era bem perto da minha, estava apenas o Davi, porque o Alex teve que sair, mas logo estaria de volta.
Começamos a nos beijar, pra dar uma esquentadinha e ele Disse no meu ouvido:
Davi - Quero ver você dando esse cuzinho olhando pra mim com essa carinha de menininha que você tem. Já imaginou se seu Pai sabe o quanto vc é safada?!
Eu- Sabia q tenho vontade de sentir um pau no meu cu e outro na minha boca? Enquanto o Alex estiver comendo o meu cu, quero chupar sua pica.
Davi- Não acredito!!! Você só me surpreende! Hoje vc vai ser uma verdadeira putinha.
Enquanto ele falava isso já começava a passar a mão na minha bunda e procurar o meu cuzinho, logo começou a meter o dedo pra deixar preparado pro Alex, já que ele estava demorando. Chupava a minha boceta e metendo 2 dedos no meu cu e abria a minha bunda, tudo sem pressa. Eu já estava morrendo de tesão. Ele me colocou de 4, subiu a minha saia e afastou a minha calsinha, ficou alisando minha bunda, chupando minha boceta e metendo os dedos no meu cu. A essa altura eu já estava doida por uma rola e quase gozando. Foi quando o Alex chegou e me pegou no flagra já toda arreganhada, com o cu dilatado e meu melzinho escorrendo quase na perna.
Alex- Vocês começaram sem mim??! Hummmm, que cuzinho lindo. Já estava vindo pensado que hoje só comeria ele.
Eu- Finalmente Alex, pensei que você tinha amarelado. O Davi já tava me fazendo gozar.
Davi- Se vc demorasse mais um pouco Alex, quem ia ficar só olhando era vc.
Eu- Vem logo aqui que quero chupar sua pica, já to louca pra sentir entrar na minha bunda.
Enquanto eu chupava a rola do Alex o Davi contiuava me chupando e metendo o dedo no meu cu. Eu levava tapa na bunda e rolada na cara o tempo todo, chupava com muita vontade, engolia a pica dele até engasgar.
Alex- Olha Davi, que safada essa menina, engole todinha sua putinha, vou jogar essa porra toda na sua boca. Hummmmmmmm.
Eu já tinha gozado varias vezes, estava molinha, entregue a dois machos, eles trocaram de posição e senti a pica do Alex entrar no meu cu, bem fácil, ele ficava bombando lá dentro enquanto eu chupava a rola do Davi com o mesmo vigor, as duas picas eram de tamanho médios mas super gostosos. Era a primeira vez que eu fazia isso, mas já sabia q não ia ser a ultima.
O Alex sentou e eu sentei de costa pra ele. Enquanto o Davi olhava aquela cena, batendo punheta eu falava.
Eu- Olha a minha boceta toda molhada Davi!! Que delícia sentir essa pica no meu cu!! Aiii, vaii, mais forte!!
Enquanto eu tomava muito pica no cu, O Davi subiu na cama e me fez chupar mais a rola dele.
Depois Virei de frente ainda sentada e cavalgava cada vez mais forte. Estava me sentindo uma vagabunda fazendo aquela orgia.
Enquanto o Alex levantou pra me mudar de posição eu não aguentei e sentei na pica do Davi, já estava doida pra sentir uma pica na minha boceta. Olhei pro Alex e disse:
Eu- Que foi? Não mandei você para de me comer não;
Davi- Mete no cu dela, vamos ver se ela aguenta duas rolas ao mesmo tempo.
Alex- Claro que aguenta. Ela só tem essa carinha de bebê mas é uma puta, sente minha pica vai... Huuuummm, entrou!
Nessa hora eu vi estrela, sentia dor e tesão ao mesmo tempo, não foi nem difícil entrar. Eu só tinha visto aquilo em filme pornô e estava me sentindo igual a uma atriz. Eu gritava muito, não estava nem ai pros vizinhos, queria era ser fodida. Eles metiam sem pena, o Alex no meu cu estava totalmente livre pra arrombar, ele metia a rola toda, eu sentia cada centímetro entrando. Nós 3 gozamos nessa posição. Os filhos da puta me encheram de porra, mas estava me sentindo completamente realizada. Ficamos um tempo jogados na cama, eles continuaram me alisando e me beijando. Já estávamos quase prontos de novo quando ouvimos barulho na casa. Levantamos correndo, não tive tempo nem de vestir minha calcinha, que tinha ficado na sala.
Quando escutei a voz do pai do Alex, chega fiquei gelada. Ele bateu na porta do quarto e perguntou se estava tudo bem. Pedi pra sair, pois já estava sem clima e queria ir pra casa devido o horário.
Quando sai do quarto, o pai do Alex estava na sala, sentado no sofá sem caminha.
Eu- Tchau Tio Flavio. – com um sorriso malicioso no rosto.
Ele disse, Tchau lindinha.
Quando estava quase na porta ele me chamou. Olhei pra trás e ele estava com a minha cacinha na mão e disse: Acho que isso é seu.
Peguei minha casinha, provavelmente eu estava vermelha, mas disse: é sim, obrigada! Vesti minha cacinha ali mesmo, dei um beijinho no Alex e soltei um beijinho pro pai dele.....
Fui pra casa ainda cheia de gala.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.