"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A casada


autor: castanho2015
publicado em: 28/01/16
categoria: romance
leituras: 4479
ver notas
Fonte: maior > menor


A casada
Para minha amiga D.C.Mel

19 anos de casamento. Trabalho, filhos e em breve netos. Vida sexual ativa, ativada, ativadissima, a mil….
-Qual seu segredo amiga?
-Sabe Castanho, antes de casar eu e meu marido tivemos nossos namoros e experiências sexuais como duas pessoas normais que gostam de sexo, a alguns anos atrás nosso casamento entrou naquele ponto morto, aquele papai-mamãe já batido. Rsrsrs um balde de gelo na cabeça hora H que tira todo o tesão. Já estávamos ficando irritados, sabe como é:
-Imagino, Rsrsrs
-Pois é transar uma vez por mês. … rapidinho, apesar do amor e da fidelidade de nós dois a rotina estava acabando com a gente.
-O que mudou? Pois esse sorriso lindo em seu rosto amiga entrega que a noite passada foi das melhores. …
-Ah castanho você sempre observador…. Sim a noite passada foi quase uma “TULIPA ROXA” KKKKKKKK
-Que bom, mas conta aí pra gente o segredo de seu casamento feliz e se possível um pouquinho da noite passada pra animar a gente….
-Tá certo. Como te dizia a rotina estava matando a gente. Conhecemos um casal que tinha um brilho no olhar de cumplicidade. Brilho só não, um sorriso quando seus olhares se cruzavam. Observando Esse casal de amigos apaixonados descobrimos o segredo para sermos eternos namorados…. No meu caso em particular tive que colocar pra fora meus sonhos e desejos eróticos, só que como sou fiel e apaixonada por meu marido a forma que escolhi para fazer isso foi escrevendo contos eróticos.… e meu marido lendo os contos no dia que a gente vai fazer amor…. Sem falar que ele pediu transferência em seu trabalho para ficar a semana fora e só vir para casa nos finais de semana….
-Vocês se vêem somente nos finais de semana?
-Não as vezes ele fica 4 dias fora e vem pra casa… mas o mais importante é que nem masturbação fazemos quando estamos separados. Guardamos nosso tesão para nossos momentos de namoro…
-Deixa ver se entendi: seu marido trabalha em outra cidade
-Em outras cidades castanho
-Sim e quando ele vem a coisa pega fogo
-E como
-Conta aí então
-Bom ontem ele chegou depois de estar viajando a 5 dias. Já tinha me mandado whatts pedindo um conto pra ele ler…. Como uma mulher que sabe o que quer mandei um conto que tinha escrito que falava de uma moça de 18 anos num onibus numa viagem para Curitiba. Ônibus do prazer…. Rsrsrs bem quando ele pede um conto é nossa senha para que eu prepare nosso ninho de amor. Fui ao supermercado comprei tira gosto, queijinhos, vinho, torresmo e mandioca que adoramos…. Liguei para minha irmã e pedi pra ela ficar com nossos filhos essa noite. Minha irmã tb sabe de meu segredo, e é tb adepta de se guardar para o marido. Então a cada encontro dela com seu marido os filhos dela dormem aqui em casa. … Rsrsrs Rsrsrs
-Hummmm
-É castanho aqui em casa todas as minhas irmãs adoram e são muito fogosas
-Aí amiga. Só agora depois de todas casadas me diz isso. Que crueldade
- Kkkkkkk vamos voltar ao relato
-Claro
-Bem preparei tudo. Fui no salão, fiz as unhas, me depilei, pintei os cabelos…. Cheguei em casa tomei um banho e fiquei lendo uns contos. Adorei o seu conto Castanho; Mel e limão. … deu um tesão gostoso. Mas como te disse não me masturbei fiquei excitada e ansiosa pela chegada de meu macho amado.
-Sim
-Ele chegou trouxe rosas e bombons, me deu um beijo e num Abraço apertado sussurrou;
-Te amo
Você é meu cheiro.
-Também te amo. Ele entrou perguntou das crianças e foi tomar banho…. Saiu do banho só de toalha enrolada na cintura. Sentou-se na copa. Abriu o vinho e começamos um bate papo pra por nossas rotinas em dia… beliscamos uns queijinhos e salaminhos e disse a ele que mais tarde teríamos torresmo com mandioca
-Aí docinho. Que delícia depois de saborear direto da fonte de sua bucetinha, seu doce sabor de mel provar um torresminho. … hummmm vai ver é por isso que te adoro!
-Guloso
-Gostosa
E me puxou pra perto e me deu um beijo que me tirou o fôlego. Me pegou no colo e me levou pro quarto, Sentou-se e ordenou:
-Tira a roupa
Fui tirando lentamente e ele apreciando cada pedacinho meu que se desnudava e minha alma que se entregava. Fiquei só de calcinha e soutien vermelhos que combinavam perfeitamente com minha cor de cravo. Ele me puxou pra perto de si e começou a beijar meu pescoço e a passear suas mãos pelo meu corpo. Delicadamente foi afastando o soutien e beijando meus seios. Meu sexo escorria seu néctar umedecendo a calcinha, rompendo limites e escorrendo por minhas coxas, preenchendo o ar com o cheiro do amor, o cheiro do cio.
Me virou de costas e veio beijando minha bunda, afastou a calcinha e beijando meu reguinho respirou fundo sentindo meu cheiro. O perfume raro que é exclusividade dele. E passando a língua circulou com ela meu anelzinho me provocando arrepios por todo o corpo.
Mandou que eu me deitasse e veio tirando minha calcinha, ao passar com ela por meus pés, começou a beija- los e a declamar poemas e juras de amor…. Depois veio me beijando as pernas, as coxas até chegar em minha bucetinha encharcada de desejo e literalmente caiu de boca nela. Que delícia! Como ele chupava gostoso. Percorrendo com a língua de baixo pra cima pra poder sorver meu mel e chegando no clitóris sugava meu inchadinho rodando a língua em volta. Não aguentei e gozei pela primeira vez na noite. Minhas coxas e minha barriga tremiam de prazer. Ele foi subindo me beijando sugou meus seios meu pescoço e minha boca sedenta pela sua. Nossas línguas se enroscaram numa cumplicidade calma que só almas gêmeas tem. Passei a mão em seu membro e constatei o que já sabia desde o primeiro momento. Ele se erguia majestoso, grosso, latejante, marejando néctar e apontando pro céu….
-Agora é minha vez
-Chupa docinho. Chupa seu macho que te ama e é só seu…
-Hummmm que delícia e passava a língua por sua cabeça inchada de desejo. Desejo de me preencher. Eu sua pura. Sua puta. Sua cachorra. Sua mulher. Sua amante…. Ele começou a se contorcer e passei a punhetar e passar a língua por todo o seu pau. Descia e subia. E quando chegava no topo engolia sedenta até encostar em minha garganta. Meu olhar sedento implorava e ele me concedeu. Olhando nos meu olhos tremeu e encheu minha boquinha. Suguei tudo. Estava sedenta de amor e sexo. Ficamos deitados abraçados, eu com a cabeça em seu peito. Não demorou e ele começou a passar a mão em mim…. Começou a brincar com meu sexo úmido de prazer. Notei que ele já estava duro e subi em cima. Comecei a cavalgar meu macho. Engolindo seu pau com minha buceta deixando ele encostar no meu útero, mas bem devagar sentindo ele entrar e sair me preenchendo toda. Nossos olhares cúmplices ditavam o ritmo. Meu prazer foi aumentando e seu cacete inchando cada vez mais dentro de mim. Crescendo conforme ia aumentando o ritmo de meu êxtase. Quando já estava quase gozando ele me disse;
-Vai puta goza no seu macho. Molha esse pau que vc adora. Chora nele mel
-Não aguentei e comecei a subir e a descer rápido. Sem ritmo definido. E comecei a jorrar. Gozei uma. Duas. Três vezes seguidas e cai desfalecida sobre seu peito. Ele se levantou e ordenou:
-Fica de quatro
Fiquei na posição ordenada e antes de Meter em mim sugou meu gozo, saboreou meu anelzinho e ao sugar meu clitóris me fez gozar de novo, apaixonadamente. Levantou-se e com o pau durissimo me comeu com força. Com desejo. Falando sacagens:
-Toma safada. Toma vara gostosa. gozou no cacete cachorra. Agora vou te encher de porra. Inundar essa buceta gostosa. E foi metendo com força sem se preocupar com o meu prazer mas com o seu. Suas estocadas viris me deixaram entregue e o cio de meu tesão começou a me dar prazer. Um êxtase da entrega do corpo e da alma.
-Aí amor da minha vida. Vou gozar. Gozá comigo.
-Aí gostoso tô gozando seguido….
Gozá amor me enche vaiiiiiiiiiiii
-Tô gozando
Ao sentir seu pau inchar e espirrar no meu útero um calor foi subindo por dentro, um prazer chegando ao coração. O sublime desfalecer do prazer. Desmaiei de prazer. De êxtase. Acordei com seus beijos em meu ombro e seu cafune.
-Mel você é a mulher de minha vida
-Hummmm
Adoro fazer amor com você. Os dias de espera são uma angústia, uma saudade, mas quando estamos juntos passamos o limite do céu. …
-Também sinto isso amor. Até desmaio de prazer com você.. te amooooo
Levantamos e fomos tomar banho…. brincamos de ensaboar, beijar…. Até acontecer o inevitável. Novamente ele estava duro roçando minhas coxas. … bom a brincadeira durou a noite toda…. E hoje você sabe o motivo de meu sorriso e do brilho em meu olhar. Sou uma mulher apaixonada, respeitada e principalmente amada.
-Fica a dica amigas e amigos….



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.