"Os mais excitantes contos eróticos"


Hospedagem do amigo, parte1 pr


autor: pedrobrasilia
publicado em: 21/01/16
categoria: traição
leituras: 7773
ver notas
Fonte: maior > menor


Sou Pedro, louro cinquentão bem resolvido, boa situação financeira, casado com Andressa, uma morenaça de corpo lindo, lábios carnudos, peitos turbinados, uma gata chegando aos quarenta com cara de trinta e cio de uma ninfeta. Não somos tipo casamento aberto, porém sem frescuras, se vejo uma gata que me da tesão falo e ela quando vê um gatão me diz se está ficando babada.
Sacanagens só entre nós, o restante era apenas fantasias, isto até alguns dias quando hospedei Carlos, um amigo de infância que há muito não via e que continua hospedado conosco e desde o dia que chegou tem rolado um tesão louco e tanta putaria que resolvi compartilhar com vocês.
Minha esposa concordou que hospedaríamos o Carlos e o recebemos pela tarde do sábado que passou, o alojamos e do fim de tarde até altas horas ficamos os três entre a sala e o terraço, á vontade tomando vinho, petiscando e colocando o papo em dia. O que eu não sabia é que Carlos tinha se tornado um coroa tipão, meio grisalho, o fato de ser moreno claro, ter olhos verdes e corpo atlético ainda era ajudado por ser tipo galanteador, insinuante e com jeito de safado.
Claro que quanto mais á vontade, foi ficando cada vez mais fácil perceber as comidas de olhos que Carlos dava em Vanessa e as insinuadas, encostadas de peito e roçadas que a safada dava nele: ela sente tesão quando se insinua, da mole, é desejada, cantada, etc, depois, durante nossas gostosa trepadas me conta o que sentiu o que me dá muito tesão.
Nos recolhemos para nosso quarto, e já de má intenção, colocamos Carlos para dormir não no quarto de hóspede mas no espaço que usamos como escritório, estúdio, biblioteca e segundo quarto, porque ele tem várias câmeras secretas e indiscretas que remetem para o telão que tem no nosso quarto de onde são controladas.
Tiramos a roupa e fui direto com a mão na xota de minha gata e não surpreso mas surpreendido, vi que ela estava exageradamente babada, molhada até o meio das pernas e com o grelo exagerado dela já totalmente duro, me deu um tesão louco e falei para ela me contar tudo que estava rolando, me disse que tinha achado Carlos um gatão, que estava passando mil fantasias pela cabeça dela, que não parava de imaginar o volumão que ele mostrava entre as pernas e que uma hora que ele foi mijar tinha deixado a porta entreaberta e ela viu ele por para fora uma pica grossa e enorme mesmo mole, curioso e que este tal volumão eu não tinha notado.
Metemos muito e bem gostoso enquanto ela foi me contando que tinha fantasiado nos dois comendo ela ao mesmo tempo, metendo de todo jeito e que ainda era louca para ver um pega pega entre dois homens. Ela gozou de várias formas e quando por cima de mim cavalgando minha pica na hora do orgasmo ela tirava e metia a buceta na minha boca que se enchia de mel de xota.
Não sei quem teve a ideia primeiro mas ligamos as câmeras para observar Carlos, o safado estava nu todo aberto na cama e falando ao celular, aí vi que realmente o cara tinha uma pica exagerada, me deu inveja, sou tipo pau normal na média de 18 centímetros e ainda mais vendo como a putona de minha esposa delirava. Alguns minutos ele terminou a ligação e começou a mexer na pica que logo começou a mudar e aumentar ainda mais e engrossar, começou a tocar uma punheta e passou algo que parecia um creme na pica, ai veio a surpresa, ele começou a passar os dedos no cu, pegou o creme lambuzou tudo, primeiro enfiou um dedo depois dois e logo estava com três dedos enterrado no cu e se masturbando. Vanessa ficou louca de tesão, queria ir lá, disse que iria enraba-lo com um consolo duplo que ela tem e com o qual já quis me comer várias vezes, eu não deixei, só a deixo chupar meu cu e meter o dedo, ela adora brincar com cu de homem e me disse que já enrabou vários namorados que teve antes de mim. Não deixei ela ir mas me deu muito tesão enquanto ela ia dizendo o que faria para eu ver no telão e recomeçamos a meteção cada vez melhor e tive que deixar ela comer meu cu com língua dedo e quis gozar esfregando o grelo bem na entradinha do meu cu.
Carlos continuava punhetando e metendo os dedos com força no próprio cú, foi assim até dar uma gozada que espirrou quase na cara dele e ainda passou um tempo apertando a pica e com os dedos no cu, depois levantou foi ao banheiro, onde também temos câmera mas não chegamos a ligar, voltou apagou aluz e fomos dormir.
Para não tornar cansativo e extenso paro nesta parte, mas se alguém quiser saber o que mais rolou até agora e que ainda vai rolar, já que cada dia é uma sacanagem nova, me mande e-mail para pedrobrasilia49@hotmail.com que publico, gosto de escrever e ler putarias reais e sempre vou escrevendo, mas guardo, porém estes fatos são gostosos demais e resolvi ver o que vocês acham.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.