"Os mais excitantes contos eróticos"


fodida no meio da festa


autor: tvirus
publicado em: 08/05/17
categoria: hetero
leituras: 4944
ver notas
Fonte: maior > menor


Oi meu nome é Pedro , tenho 25 anos, 1.85 de altura, 90 kg, tenho boa aparência, caucasiano, cabelo e barba ruiva, corpo bem definido e um penis 23 cm.

Bom, vou contar algumas histórias bizarras de carnavais, que aconteceram comigo.

Para evitar indignação, esse relato tem sexo com uma transexual.

Bom, era carnaval, e um amigo meu estava falando em uma roda de amigos de uma festa hardcore, que tinha na casa de uma garota, e deixou todo mundo louco pra ir nessa festa, então marcamos de ir.

Chegando na festa, damos de cara com duas garotas tesourando, várias pessoas fodendo, aquilo não era uma festa, e sim uma orgia.

O lugar estava fedendo a maconha e porra, tinha umas garotas bonitas mas estavam todas esculachadas, nós íamos embora, quando eu olho para a varanda e vejo uma garota muito linda, um corpo magro mas definido, e estava com um vestido vermelho que aparecia às nádegas dela.

Ela destoava o lugar, eu fui direto na direção dela e comecei a conversar com ela, e logo percebi que ela estava chapadona, rapidamente consigo beijala, e ficamos nos pegando por um tempo, mas dentro da casa percebo que estão rindo muito, só fiquei me perguntando porquê, mas continuei a beijar, e as coisas começaram a esquentar, e eu fui com mão na buceta dela, foi ai que entendi o porque das risadas, quando coloquei a mão na buceta dela, descobri que ela tinha um pênis entre as pernas, essa foi a primeira vez que eu peguei em pênis que não foi o meu, o estranho é que mesmo eu não sendo gay, eu não achei estranho, na verdade achei interessante, uma mulher tão linda com um pênis, bom era um penis tão pequeno que podia ser um clitóris gigante, então levantei o vestido dela para investigar e realmente era um bigulim, ela ficou dura como rocha, e eu bati uma pra ela, que rapidamente gozou, e gozou muito, e sujou minha mão toda, ela pegou minha mão e começo a limpar com a boca, com as mãos ela foi abrindo a minha calça, e quando terminou de limpar minha mão, caiu de boca no meu pau, que ainda estava mole, mas que logo começou a endurecer.

Até que ela falou para me virar, eu obedeci, e ela tentou lamber meu cu, eu relutei, mas ela me persuadiu, e eu por já está naquela situação inusitada aceitei, ela começou a lamber meu cu, e logo aquilo ficou gostoso, meu pau ficou mais duro, ela começou a me punhetar até que eu gozei, ela voltou para o meu pau e limpou meu pau, e deixou ele duro de novo, ela se levantou, segurou na sacada da varando, e eu posicionei meu pênis no cu dela, mas ela pediu pra mim lamber primeiro, e me abaixei, e quando senti o cheiro do cu dela, me apaixonei, era o cu mais cheiroso que eu já tinha cheirado, não perdi tempo e comecei a lamber o cuzinho dela, depois de um tempo ela pediu pra mim meter nela, e com meu pau pulsando, meti até o talo, ela deu um grito.

E antes disso já estavam sendo observados, mas quando ela deu o grito, veio uma galera olhar a gente foder, e começaram a gritar, e eu caí na pilha e comecei a meter com mais força nela, segurei os braços dela e puxava o corpo dela contra o meu meu pau, enquanto ainda metia com força, ela gemia alto, eu levantei uma das perna dela, fazendo o cu dela ficar mais apertado ainda, ela pediu pra mim parar, porque naquela posição estava machucando demais, ela ficou na minha frente e eu comecei a beijá-la, e pela frente mesmo, levantei ela e coloquei no cu dela, botei ela contra a parede e continuei a meter sem parar por um bom tempo, até que ela gozou tão forte que chegou na minha cara, ela limpou meu rosto com a boca, e a continuei a meter, os gemidos, caras e bocas, deixavam a situação mais sexy, percebi que naquela posição limitava muito minhas metidas, então coloquei ela no chão, e voltei a meter por trás, voltei a meter com força até eu gozar.

Se chegaram aqui é porque gostaram, então comente ou avalie.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.