"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Me assumi Vadia e ele Corno(vrs Ela)


autor: cornoecapacho
publicado em: 22/08/17
categoria: hetero
leituras: 2344
ver notas
Fonte: maior > menor


Boa tarde queridos de tanto meu esposo corninho manso assumido de alguns meses para cá me pedir eu resolvi não só ler...mais tbm escrever a vcs a minha versão porque depois de anos juntos e de ser muito feliz com meu marido nas férias passadas a 8 meses tudo mudou em nossas vidas e foi assim como um relâmpago, bom começando do início namoramos 3 anos e casados a 5 anos ou seja 8 anos juntinhos meu maridinho no início era muito bom de cama e chupava minha xaninha como nunca fui chupada isso me levava a loucura mais confeço que sexo mesmo ele sempre foi fraquinho e mesmo eu negando e insentivando ele sempre eu tbm sabia de um fato que não tem como negar ele tem um pintinho que hoje mais do que nunca eu sei é muito pequeno 12 cm fininho (hoje eu chamo de vermezinho inútil)e tbm no fundo sempre me fez falta um pau maior e eu sempre fui namoradeira e já avia experimentado paus maiores mais sabe como é o amor neutraliza nossas opiniões e hoje ainda amo muito ele mais confeço a vcs que esta nossa nova faze de vida graças a um pouco de bebida e um Negão muito abusado e mandão tudo mudou e agora ele se assumindo corno manso e capacho e eu uma verdadeira safadinha esta bem melhor e confeço que eu já estava quase me separando porque ele não dava mais conta nos últimos anos transávamos uma vez por mês sei que ele é baixinho, barrigudinho e pouco dotado isso leva ele a se afastar cada vez mais do sexo como uma vida ativa dominante até porque hoje enchergo ele de verdade e de dominante não tem nada o corninho a unica coisa bem grande nele hoje são os chifres kkkk e acreditem ele ama ouvir isso a mudança em nossas vida foi geral, porem eu sempre fui diferente dele fazendo academia lipo e silicone sempre gostei de me cuidar tenho 35 anos mais não tenho barriga tenho cochas groças malhadas e seios fartos siliconados enfim eu sou sarada e sempre levei muitas cantadas nas ruas e confeço que quando isso aconteceu em nossa vida eu realmente estava muito carente de um macho de verdade ser usada por um macho que te fode como vadia com vontade e no dia em que conhecemos o tal negão Leo e seu amigo Jean os dois fortes malhados e sem camisa aquilo mexeu comigo, bom resumindo foi assim estavámos passeando no litoral catarinense (Bela Torres próximo a Torres) nosso lugar de veraneio a cidadezinha pequena com muitas casas lindas e poucos prédios mais sempre a muita gente bonita pois ali é um lugar de pessoas de mais grana no nosso caso temos uma casinha ali grande onde geralmente tbm a parentes, só que de uns tempos para cá meu marido já vinha sentindo que estávamos muito frios com relação ao sexo e então para apimentar as coisa ele já avia a uns anos mudado comprando filmes pornôs e tbm aos poucos começou a se imaginar sendo corno e nas poucas transas ele me pedia para chamá-lo de corno e éra isso que fazia seu pintinho endurecer e ele gozar logo eu percebi que ele realmente estava gostando de ser chamado de corno manso na cama e me chamava de vadia eu tbm gostava muito...o tempo foi passando e naquele dia em específico tivemos uma grande discução em casa sobre nossa vida sexual pois por causa dos afazeres das férias contas e coisas do tipo estávamos já a mais de 40 dias sem sexo...saímos para tomar umas cervejinhas na beira da praia e resolvemos passear e ver uma lojinhas tudo apé...ja fim de tarde, foi que percebemos dois rapáses nos seguindo devagar no começo fiquei com medo pois se tratava de um Negão alto de quase 2 metros e o outro devia ter 1,85 por ai branco forte e bronzeado observei e vi que os dois eram muito fortes e os dois estavam sem camisa...me olhavam muito e meu maridinho até ai machista percebeu e me disse que os dois estavam me comendo com os olhos que era melhor nós ir embora para outro local eu já estava embalada pelas cervejinhas e e com vestidinho curto sem soutian transparente imaginei a visão dos rapazes e falei a meu marido -olha você sabe que eu não sou muito chegada em negão mais este negão é lindo e o abdomem destes dois...nossaaaaaa meu maridinho que homens, meu marido fez olhar de bravo mais eu nem liguei penssei na hora esta sempre querendo ser corno na cama agora vou brincar um pouquinho com este belos machos e comecei a cuidar eles retribuir olhares meu maridinho percebeu e deu jeito de me arrastar para um bar acho que planejando entrar no bar um de esquina e por os rapazes estarem sem camisa e sem nada talvez focem embora pois não via carteira com eles...entramos em um bar pedimos uma cerveja e os dois entraram atras sentaram-se próximo a noís eu sorri e eles retribuiram o branco mal em olhava mais o negão este me olhava na cara dura na frente do meu maridinho o negão me olhava descaradamente sem se importar com meu maridinho, logo após e cara de pau do negão foi tanta que notei um tipo de conversa entre os dois onde o branco dizia -tu tá louco cara, capaz olha as alianças deles tu vai arrumar confusão então eu ouvi o negão dizer algo ao amigo( que ao meu ver foi a palavra que mudou minha vida e meu casamento) nunca ouvi alguem falar deste jeito AINDA MAIS SOBRE OUTRO HOMEM fiquei pasma ao ouvir o negão dizer para o amigo -que nada cara olha a cara deste baixinho corno, você acha que aquilo ali da conta daquele mulherão? tá de brincadeira ela não para de nos olhar eu sei o que ela precisa vou la. o amigo tentou segurar o braço do negão mais foi em vão ele veio até nossa mesa e me disse -ola linda loira gostaria de tomar umas cervejas com agente? ele me disse isso ignorando meu maridinho como se eu estivesse só ai eu disse sem jeito mais tbm ousada pela cerveja e pela coragem dele respondi- agradeço o delicioso convite mais estou com meu maridinho, ele olhou no fundo dos meus olhos com um olhar safado sem olhar para meu marido e disse- pode trazer o maridinho tbm kkkk e foi para a sua mesa...meu marido ficou bravo por que eu tinha dito maridinho...e me disse que o cara não tinha nem olhado para ele como se ele não existise e e me disse -você não vai ir né? eu respondi -vc sempre quis ser corno lembra? sempre pediu isso...falei um pouco alto e vi que o negão ouviu meu marido ficou muito zangado e tentou me segurar eu levantei, estava diferente naquele dia nem eu sei o que ouve comigo se foi a cerveja os meninos lindos sem camisa ou a falta de sexo a 40 dias eu sei que levantei agarrei meu maridinho pela mão e fui e sentei na mesa com os rapazes ao lado do negão o negão me comprimentou se apresentou e apresentou o amigo perguntou meu nome sempre ignorando meu marido...ai eu por vergonha me apresentei e apresentei o maridinho até então ignorado pelo negão, bebemos algumas cervejas e ele já passando as mãos em minhas coxas e me enlaçando na cintura me dizia -vc é muito linda e deliciosa ignorando total meu maridido que não falava nada apenas me olhava com cara de bravo...o Jean era menos abusado mais o negão Leo era totalmente dominante naquela mesa e meu marido bravo não dizia nada até que o Leo se dirigiu a ele dizendo nós vamos ir continuar estas cervejas no ap tá corninho, olhei para meu marido para ver a reação dele após estas palavras ele olhou com cara de bravo para o negão disse em vóz baixa para não chamar atenção -cara feia pra mim é fome,não adianta você fazer carinha de maridinho bravo ok? esta escrito na sua testa não dou conta da minha esposa e outra coisa ela esta super afim de ir olhe para a felicidade de sua esposa...eu sem jeito fis um sim com a cabeça e meu marido me disse você quer ir eu disse- só umas cervejinhas amor kkkkk e todos sorrimos estava na cara que não ia ser uma cervejinha...ai fomos era pertinho o prédio dos rapazes o maior do local na rua chegou a dar pena de meu maridinho quando observei todos de pé nossa meu maridinho que me perdoe mais ele com 1,65 baixinho barrigudinho fora de forma perto destes dois homens fortes altos é muito desigual kkkk, no caminho eles me abraçavam e meu corninho mais atras seguindo como um cachorro triste...entramos no prédio um prédio chique com poucos andares mais com elevador entramos no elevador e o negão ficou em minha frente bem próximo sem camisa peito forte braços forte me olhando nos olhos não resisti e ele ordenou vem mais perto..eu fui o meu maridinho do lado olhando olhei para ele e vi o restinho de braveza que existia nele então o negão disse mais abusado ainda -vem minha loira gostosa encosta aqui no peito do negão teu marido não tem pulso para te defender vem...as palavras dele eram de comando eu não suportei e fui ele me beijou de lígua e agarrou minha bunda subindo o vestindo deixando meu bum bum amostra para seu amigo que estava atras de mim e o Jean começou a passar a mão tbm em meu bum bum meu marido calado olhando tudo sem falar nada...eu no meio dos dois o negão em minha frente me beijando o outro me bolinando por traz o tesão a mil em minha cabeça nunca imaginei uma sena destas eu sendo agarrada por dois machos altos fortes e meu maridinho que já foi tão ciumento e machista no início do casamento agora ali na nossa frente clado observando eu sendo agarrada por dois machos logo eu mulher direita de família que nunca traíra meu marido agora traindo com dois na frente dele meu coração batia forte os dois em torno de 30 anos sarados o tesão tomando conta de mim eu só queria beijar aquela boca gostosa e carnuda daquele negão lindo e ser agarrada por aqueles dois num ato de depravação nunca vivido em meus 35 anos de vida, ali naquele elevador (como diz meu maridinho hoje corno manso)nossas vidas estavam mudando e muito, chegamos no ap o negão abriu a porta entraram me agarrando como no elevador o maridinho por último atraz como cachorrinho triste nada falava eu só beijava os dois agora envolvida louca de tesão sentindo seu paus duros pelo visto grandes dentro de suas bermudas a roçar em minhas cochas e barriga pois mesmo de saltinho eu sou mais baixa que estes gatos, nada estava muito claro em nossas mentes acho que por causa da cervejinha tudo estava tão gostoso mais meus pensamentos ficava entre o que ia mudar apartir deste momento? e meu maridinho? e os dois machos em agarrando o negão me deixava louca que beijo gostoso e que volume duro entre suas pernas...meu marido então deu algumas palavras interropendo nosso tesão a três...ele falou com voz baixa e bem submissa ao meu ver - amor não é bom parar e quem sabe vamos embora em? o negão disse - cala-se corno não esta vendo que ela esta gostando não é mesmo minha loira gostosa. eu respondi com a cabeça sim, meu maridinho tentou mais uma vez dizendo -vamos embora amor tá na hora, i engão e seu amigo Jean disseram cale-se e foi incrível porque eu sem pensar movida pelo tesão que estava sentindo com aqueles dois machos me bolinando tbm disse cale-se junto com os rapazes...o negão deu uma gargalhada e saiu foi até meu marido olhou bem nos seus olhos enquanto o Jean continuava me agarrando e disse -olha aqui corninho vou te dizer uma coisa agora ok? ele concordou com a cebeça me admirei da obediência o negão continuou - apartir de agora você é um capacho ok? ele fez que sim, o negão disse se dirigindo a mim apartir de agora sua esposa é minha cadela minha vadia ok? e você vai servir a nos todos hoje ok? então vai agora na cozinha que fica ali e pega umas cervejas para nós anda seu corno inútil, olhei para meu marido pensei ele não vai obecer sempre foi o mandão em casa fiquei de boca aberta ele foi para a cozinha o negão e o Jean sentaram no sofa colocaram uma música um Funk e eu confeço nunca gostei de Funk,sentado no sofa ele me deu a ordem agora minha putinha dança para nós e tira seu vestidinho e fica só de calcinha...eu obedeci e comecei a dançar já sem vestido meu maridinho voltou com as cervejas tipo um garçom kkkk...ele me olhava com cara de apavorado de como eu estava me comportando mais nada dizia acho que tinha aceitado realmente as ordens do negão e aceitado qua apartir de agora ele era mesmo um corno e capacho eu eu não sei porque mais eu estava amando ser a putinha daquele negão forte e lindo eu estava fazendo de tudo para agradar os meus dois machos ali sentados logo eles tiraram as bermudas...eu dançando cheguei a me assustar quando vi o tamanho do pauzão do negão nunca eu avia visto um pau tão grande só em filme, grande preto e groço uns 25 cm o Jean tbm tirou o sua bermuda e vi um pau tbm grande e muito groço e bem cabeçudo com uns 20 cm o negão deu uma nova ordem a meu maridinho ao qual demorou para obedecer e até levou uma bronca do negão - ajoelha ai corninho capacho vamos, agora tu vai ficar de castigo de joelhos no chão olhando o que nós vamos fazer com a vadia da tua esposa ok? ele demorou a obedecer mais cedeu e concordou com a cabeça...eu estava admirada nunca vi um homem com tanta autoridade como este negão fazer meu marido se ajoelhar aceitar ordens e servi-los como garçom eu ali dançando só de calcinha e louca de tesão toda molhadinha ao ouvir suas ordena seu jeito machão e dona da situação o Jean estava na carona mais quem mandava mesmo em mim e em tudo ali era o negão eu que nunca avia gostado de negão estava encantada pelos seus braços fortes suas mãos grandes seu corpo todo malhado e seu enorme pau ao qual eu já olhava como uma verdadeira cadela louca para abocanhar o maior pau de minha vida na frente do corno do meu marido...o negão mandou eu tirara a calcinha ficar nua e me ajoelhar na frente dele...me ajoelhei e fiquei próximo daquele pau enorme preto e muito gostoso eu já estava muito molhadinha meu marido me olhava com cara de bravo mais calado o negão mandou -chupa meu pau minha cadela chupa esta rola preta vadia loirinha, obedeci cheguei perto segurei com as duas mãos nunca tinha chupado um pau tão grande preto e groço como aquele abri minha boca comecei a lamber e a chupar o negão dizia a meu maridinho agora definitivamente corno -olha corninho capacho como sua esposa obedece o negão aqui, olha corninho ela feliz chupando minha rola preta e me perguntou tá feliz putinha? eu disse sim tentando engolira aquele cabeção vermelho mau engolia a cabeça chupei muito meu agora dono negão, chupei muito babei gemi e gozei chupando aquela tora preta ele me mandou chupar o amigo Jean eu fui e começei a chupar o seu pauzão tbm grande e muito groço não cabia em minha boca meu marido agora mexia no píntinho dele sobre a bermuda acho que o meu corninho estava com tiquinho inútil durinho, o negão levantou me colocou de quatro sobre o sofa e chamou meu corninho para ficar bem pertinho meu marido veio de joelhos ficou bem perto ele disse -olha corninho e começou a pincelar aquele enorme pau preto na entrada de minha bucetinha eu gemia de tesão já muito molhada a sensação é a melhor do mundo,chupando um pauzão groço e duro e outro pincelando minha buceta me senti uma verdadeira puta então o negão começou a meter...devagar eu comecei a gemer como um choramingo ele ficou com mais tesão ainda e foi metendo meu marido ali pertinho imagino que vendo cada centimetro do pau do meu dono negão entrando devagar...o negão começou a socar mais forte e eu a chorar em sua enorme rola quando ele socou tudo gritei senti lá no fundo seu enorme pau encher toda minha bucetinha agora arrombada pelo negão na frente do corninho do meu marido...ele começou a aumentar o ritmo e bater em minha bunda dando tapas fortes e dizendo -era isso que você queria né putinha? eu concordava com a cabeça sem tirar o pauzão do Jean da boca ele socava forte agora e eu preenchida de verdade pela primeira vez em anos...assim de quatro logo logo o negão anuciou que ia gozar eu já tinha gozando muitas vezes ai ele gozou dentro de minha bocetinha senti seu pauzão inchar e eu ali uma mulher até então direita de família sendo cheia de porra por um negão super dotado que me arrombava na frente do corno do meu marido e tendo na boca outro pau enorme, eu me senti realizada ao ver meu negão tão mandão me encher de porra...depois disso ele me fez deitar de pernas abertas e barriga para cima e mandou o corno olhar o estrago eu continuava a chupar o Jean o negão mandou meu maridinho vem corno agora limpa sua mulher para meu amigo tbm poder comer esta vadia, meu marido peguntou com o que ? o negão respondeu -com a língua né capacho, vamos vem chupara a boceta de sua mulher que esta cheia da minha porra vamos, meu marido se fez não quis ir...o negão pegou ele pelos cabelos parecia até uma criança diante dos braços fortes do meu negão, ele pegou meu marido e sem dó colocou a cara dele no meio das minhas pernas e obrigou meu marido a lamber a porra que escorria de minha boceta agora arrombada, tive pena de meu marido vi seu jeito de corno humilhado e o negão disse - vamos corno limpa bem esta vadia com sua língua e bebe tudo a porra do Negão que é para vcs saber quem manda ok? ele concordou e lambeu tudo e percebi que em meio a esta humilhação meu maridinho roçou o pauzinho duro em minha perna enquanto me chupava ele estava excitado com a humilhação ai nesta hora vi que ele estava mesmo era adorando tudo isso ai eu peguei ele pelos cabelos e disse vamos meu corno lambe bem a boceta arrombada da sua mulher vamos seu chifrudo lambe sente o gosto de porra de um macho de verdade sente o gosto do meu dono Negão, ele chupou desesperado e engolia toda a porra que saia como um verdadeiro capacho( nossas vidas realmente mudaram muito deste dia em diante) logo o negão mandou ele sair do meio de minhas pernas ai eu aproveitei e fiz algo que o negão gostou muito e meu corninho tbm (depois ele me confeçou) eu escurracei ele disse sai corno o Jean quer me comer tbm sai e empurrei ele com o pé meio que chutando ele...todos riram ele saiu e se pos de joelhos de novo o negão mandou eu ficar de quatro no sofa e chupar sua rola enquanto o Jean ia me socar de quatro o Jean meteu sua rola groça em minha vagina que delicia ser comida por um macho bem dotado e chupar outra rola enorme...fiquei por um tempo chupando o negão e levando a rola do Jean na buceta logo o negão passou um ky para ele eu clada mais olhar atento vi que meu cuzinho ia ser arrombado e adoro dar o cu, logo senti o Jean colocando gel no meu rabinho e colocando um dedo dentro que delicia gozei nesta hora e o negão viu minha felicidade meu corninho tbm sabe que amo dar a bundinha mais realmente o rapazes são bem dotados e me preocupei mais estava com muito tesão então logo senti a cabeça da rola groça do Jean força a entrada logo ele começou a meter e eu gemendo feliz realizada a quase 40 dias sem sexo e agora tudo isso para mim, logo o Jean já estava num vai e vem maravilhoso no meu cuzinho agora bem arrombado meu marido corninho olhava com espanto toda aquela pica groça entrar e sair do meu cuzinho...logo o negão mandou o Jean me trazer pendurada nele sem tirar a rola do cu pois segunda ele a vadia estava adorando (pura verdade que nego safado ele sabia certinho o que eu estava sentindo) ai o Jean me trouce pendurada até a frente do negão e eu senti eles vão me arrombar e o negão mandou ele decer com a putinha sobre sua rola e foi o que o amigo fez como se eu foce uma boneca e foi entrando eu chorei na hora de dor e tesão gozei quando senti os dois paus enormes dentro de mim, era minha primeira DP que sensação deliciosa eu estava totalmente preenchida e nunca avia sentido tal sensação de prazer que delicia dois machos lindos sarados e com paus enormes e os dois dentro de mim um no rabinho e outra na minha bocetona arrombada eu estava muito feliz e meu corninho olhava com cara de espanto e muito tesão e agora já com a bermudinha aberta e masturbando seu pintinho ridículo...eu estava nas nuvens numa DP maravilhosa gozei muito meu negão me chingava éra isso que você queria putinha? eu concordava e dizia toda manhosa sim senhor meu dono, ele continuava -era isso que vcs dois queriam né? eu e meu marido concordávamos e ele continuava -assim que são tratadas putas como você minha loira vadia...é isso que puta merece ser arrombada sem dó e sentir duas ou mais rolas em seus buracos ouviu? eu respondia- sim senhor meu dono me fode me arromba faz o que quiser comigo quero sem comida por seus paus enormes meu marido nunca deu conta com este pintinho que o senhor tá vendo eu nunca fiquei satisfeita, o negão ouvindo isso socava sem dó e o jean tbm arrombando meu cuzinho, logo o senti o pau do Jean inchar e senti ele urrar e puxar meus cabelos e dizer - toma leite no cu vadia casada, olha corno tô enchendo o rabo da tua esposa de leite... e gozou alucinado logo sentou no sofa ao meu lado...o meu dono negão tbm anuciou que ia gozar e me mandou chupar sua rola sentou no sofa eu fui chupar e ele encheu minha boca de porra e me mandou engolir tudo sem deixar uma gota ou ia levar um tapa na minha cara de vadia, obedeci meu marido se masturbava e olhava tudo com atenção então o negão me mandou deitar no meio deles e mandou meu marido vir ver o estrago que fizeram em sua esposa e me chupar, fiquei ali de pernas arreganhadas uma sobre cada um deles no meio dos dois tbm sentada no sofa e meu marido chupando meu cu cheio de porra e minha boceta arrombada ...para humilhar ainda mais meu marido o negão vendo que ele estava exitadinho mandou -agora corninho capacho pode comer esta vadia vai mete esta micharia ai nela queremos rir um pouco...ele foi e meteu eles riam e perguntavam -esta sentindo algo cadela? eu respondia claro que não dono este pintinho de criança nunca deu conta imagina agora depois que eu experimentei Paus de verdade como estes aqui, eu segurava os dois meia bomba mais ainda assim muito maior que o do corno...o corninho metia suava e demorou para gozar sendo muito humilhado em palavras por nós três mais o negão sempre deixava claro quem mandava e dizia - que corninho incompentente não consegue nem gozar na esposa arrombada que fracaço de marido em minha vadia por isso que você estava tão assanhada naquele bar tbm com um verme de marido com esta piroquinha de criança kkk o corno ouvindo todas estas humilhações gozou o negão fez ele lamber a própria porra...depois fomos nós três para o banho eu o Jean e o meu dono Negão o corninho ficou na porta do banheiro olhando e com as toalhas que meu dono mandou ele segurar comesamos a fuder tbm dentro da banheira e o negão resolveu me arrombar de vez e meteram as duas rolas duras pela primeira vez numa DP vaginal demorou pára entrar eu chorei pedi para que não mais ele disse - puta não tem vez eu e o Jean queremos arrombar de vez esta boceta para você não esquecer quem manda ok? concordei eles colocaram ky fizeram o corninho ir buscar e não adiantou eu pedir para não fazerem isso logo eles conseguiram e colocaram as duas rolas enormes dentro de minha boceta que já estava arrombada agora então...nossa mais logo ficou bom e eles continuaram a me foder sem dó eu arrombada pendurada no negão e o Jean atraz ee os dois dentro de minha bocetona agora sim muito arrombada sentia dor e muito prazer olhava para o corninho com carinha de choro ele já se masturbava de novo mais o pauzinho ridículo não dava mais sinal de vida e ele com os dois dedinho masturbava o pintinho que além de pequeno estava agora molinho kkkk, e eu feliz totalmente com a bocetona preenchida gozei feito puta eles não gozaram desta vez terminamos o banho e fomos para o quarto ai o corninho sentou em uma cadeira trouce cerveja pros rapazes segundo a ordem do meu Negão e ai fudemos até as três da madrugada na cama me fizeram mais uma DP tradicional e mais uma vaginal e gozaram os dois juntos dentro de minha boceta quando senti os dois paus juntos latejando e inchando quase desmaiei de prazer sai do ar por uns minutos e gozei junto depois disso meu negão ordenou meu marido me lamber de novo ele já estava acostumado agora sabia o que fazer e obedecer meu macho sem frescura, depois fomos embora pois avia parentes em nossa casa não queriámos posar fora, no caminho fomos calados escorria porra dos meus machos em minhas coxas minhas pernas doiam muito de tanto ficar arregaçada em cima de corpos tão grandes e fortes chegamos em casa fomos para o quarto meu corninho me chupou de novo eu mandei ele limpar pois ainda avia porra dos meus machos...ele chupou e depois meteu seu pauzinho ridículo virei de lado e mandei ele gozar logo pois estava cansada e não queria perder tempo com um capacho com pauzinho pequeno(eu que antes desta noite nunca avia falado isso para meu marido, eu achava pequeno mais nunca tinha dito agora via que ele gostava) e continuei vamos corno goza logo não sinto nada com este vermezinho inútil que você tem entre as pernas mais estou com sono goza logo inútil ele gozou disse me amar eu tbm disse que agora eu o amava mais do que nuca, no outro dia tudo normal mais em nossa intimidade tudo avia mudado esta noite foi de mudança em nossas vidas e isso foi a 8 meses atraz depois disso ainda passei dois dias e duas noites dando para meu negão no ap e o corno servindo nós dois pois o Jean estava viajando...e depois no próximo finde meu dono me fez dar para mais dois amigos fiquei três dias e três noites dando para quatro machos (conto: Minha esposa com quatro machos no ap, eu corno) fui totalmente arrombada por três negões e o gostoso do Jean meu dono me usou muito e meu marido servindo a todos e sendo devidamente humilhado, bom amigos espero que tenham gostado da minha versão de como nossas vidas mudaram nas últimas férias e como eu uma mulher direita de família hoje por ter uma marido pouco dotado e muito ruim de cama aceitei e me assumi mesmo uma cadelinha realmente hoje gosto de paus de verdade de machos mesmo meu marido é um companheiro entanto maravilhoso e agora meu capacho tbm e um corninho manso assumido e aceitou que a unica coisa grande nele são os chifres e como são grandes, estamos felizes assim. espero que comentem beijinhos de sua amiga safadinha Alexandra.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.