"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Amante do meu primeiro chefe


autor: Soffiebh
publicado em: 10/04/17
categoria: hetero
leituras: 3587
ver notas


Me chamo Soffie, tenho 30 anos, negra, 1,65 seios grandes durinhos (próteses), quadril largo, bunda grande, pernas torneadas, cabelos na cinturas cacheados e cintura fina, muitos falam que pareço com a atriz Thaís Araújo, mas tenho mais Peito e bunda.
Sempre fui uma mulher atirada, não escondo meus desejos, creio que em relação a sexo, desejo não podemos nos oprimir, e se eu estiver com vontade de foder, eu vou foder!
Assim que me formei, fui fazer residência em uma cidadezinha de minas, ao chegar no hospital, eu e alguns colegas fomos apresentados ao diretor clínico, ele nos deu orientações e boas vindas.
Naquele momento não estava pensando em sexo, estava empolgada para clinicar…
No outro dia quando cheguei no pronto socorro para trabalhar, uma mocinha, me chamou Dizendo que o diretor queria falar comigo.
Eu fiquei apavorada, com medo de ter feito algo que me desaprovasse.
Ao entrar na sala dele, ele estava de costas pra porta,em pé com as mãos nos bolsos olhando para fora.
Eu: Licença, o senhor mandou me chamar?
Ele: Sim, por favor sente-se
Eu estava com um vestido branco até o joelho, um salto branco e jaleco, maquiagem discreta e cabelos com um coque.
Ao sentar meu vestido deu uma leve subida, que deixou a mostra parte das minhas coxas, e ele olhou descaradamente.
Ele: O hospital tem um projeto, onde alguns médicos voluntários se reúnem e vamos até uma cidade vizinha fazer um mutirão, saímos daqui em uma sexta de tarde, faremos o mutirão no sábado e aproveitamos a noite se sábado e manhã de domingo.
Ficamos em uma chácara cedida pela prefeitura local, onde temos todo conforto.
Você gostaria de participar?
Eu: Obrigada dr., sim tenho interesse.
Ele: Você vai comigo, tudo bem?
Eu: Sim.
Ele: Sexta às 15:00 me aguarde no estacionamento. Eu: Sim, obrigada pelo convite, com licença.
Saí feliz em ter essa oportunidade, porém não podia ignorar as olhadas que ele me deu.
Sexta feira chegou,e as 15:00 eu estava no estacionamento, às 15:15 ele chegou.
Ele: desculpe o atraso, precisei assinar uns documentos de urgência, preparada? Será uma viagem inesquecível.
Senti um tom safado em suas palavras.
Eu: sim, preparada… Gosto de coisas inesquecíveis.
Seguimos viagem, que demorou 02 horas até a cidade e mais 15 minutos até a tal chácara, conversamos sobre tudo, e sentia suas olhadas.
Ao chegar notei que não havia carros, a não ser o dele.
Eu: não vem mais ninguém?
Ele: Sim, eles vêm amanhã.
Eu: Todos?
Ele:Sim
Naquele momento, já sabia o que ele queria, suas intenções, e não me assustei.
A chácara ficava próximo onde teria o mutirão, nos acomodamos.
Ele bateu na porta do meu quarto e me disse que iríamos tomar um vinho, e que tinha uma proposta a me fazer.
Ele: Ás 20:00 você esteja pronta.
Eu: OK.
Saímos, fomos a um rancho, entre uma taça ou outra ele mordia os lábios me desejando, e eu fui me excitando com esse joguinho.
Ele fez a proposta.
Ele: Soffie, você é uma linda mulher, e eu gostaria muita de tê-la em meus braços, sou casado e meu casamento está uma droga, perdi o apetite sexual pela minha esposa e por algumas mulheres, e quando te vi sentir algo diferente.
E isso me deixou vidrado em você, querendo ter você.
Você ficaria comigo? Toparia ser minha amante?
Estou arriscando meu emprego, mas precisava te falar.
Eu gostei de ouvir, minha boceta respondeu na hora ficando molhada.
Eu olhei fixo para ele e fiz carinho em sua mão, e disse.
“O senhor é um homem interessante, faço a contraproposta, me torno sua amante depois de ir pra cama com o sr. se tudo correr bem, serei sua o tempo que quiser.
Ele sorriu pediu a conta e fomos embora.
Ao chegar ele já me beijou apaixonadamente, minha boceta molhada, sentia seu pau rígido dentro da calça, esfregando em mim, me deixando exitadissima.
Disse que iria tomar um banho e quando retornássemos conversariamos melhor.
Foi charme, porque sabia que ele não aguentaria, e iria tentar me foder naquela noite.
Tomei um banho, vesti uma mini calcinha e apenas uma camiseta de dormir.
Me perfumei e deitei aguardando ele entrar no meu quarto e me foder intensamente.
Ouvi batidas na porta e disse PODE entrar.
Quando ele me viu deitada de com aquele fio de calcinha, ficou sem ação.
Olhei e sorri.
Ele veio em minha direção, e me deu um beijo ardente, e começou alisar meus seios, me apertava, me beijava e eu sentia seu pau duro que nem ferro.
pedi a ele que deitasse e tirei seu shorts e seu pau pulou, comecei chupando suas bolas, e punhetando devagar, passei a língua em toda sua extensão e cheguei na cabeça chupei, pressionando apenas com os lábios, engoli seu pau, babei nele todo, ele gemia como um bicho e eu estava como uma cadela no cio.
Me sentei no seu pau devagar e gemi como uma puta, seu pau entrou com uma facilidade e comecei a mexer delicadamente sentindo seu pau entrar e sair eu gemia alto, rebolava e ele tocando meus seios, gemendo.
Comecei a cavalgar ele enlouqueceu vendo minha boceta engolir seu pau.
Me deitei em seu peitoral e ele começou a me foder rapidamente me fazendo gemer alto, gozei como uma atriz pornô.
Me virou de lado, levantou minha perna e socou com força, segurando minha cintura ele socava rápido me fazendo gozar novamente…
Pedi pra ele, fode meu cuzinho, “envia esse pau no meu cu”, ele rapidamente me colocou de quatro e meu cu já estava piscando querendo sentir aquela rola nele, enfiou devagar até meu cuzinho ir se abrindo pra engolir seu pau, e empurrou seu pau até o talo, me fazendo urrar, ele dizia “que cuzinho apertado gostosa”, e eu gritava “come meu cu com força”, ele segurou minha cintura e mandou ver,... Socou com tanta força que meu corpo era jogado pra frente, que delícia.
gozei muito e deixei seu pau melado, ele gozou urrando de prazer, jogou porra na minha bunda e caiu esgotado.
Ficamos por mais alguns instantes deitados recuperando o fôlego, fomos pro banho onde ele me fodeu novamente, se ajoelhou e começou a me chupar, chupava meu grelo e me tocava, estava ficando com as pernas bambas, ele me encostou na parede e socou na minha boceta o que me fez gozar rápido, me ajoelhei e chupei intensamente, e olhei em seus olhos e pedi “dá Leitinho” logo minha boca encheu de porra e engoli tudo.
Dormimos juntinhos e fui sua amante por 02 anos com fodas incríveis.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.