"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Me tornando uma Cdzinha


autor: stefanyemian
publicado em: 19/01/17
categoria: casual
leituras: 2619
ver notas


Depois que voltamos de uma festa de aniversário de uma amiga e como minha esposa já tinha bebido umas poucas e boas, começamos nosso rala e rola... aquele dia tanto eu quanto ela estávamos no cio, com muito tesão mesmo, por isso eu já tinha saído de de calcinha. Começamos a nos beijar e o calor foi aumentando, a vontade começou a vir cada vez mais... e ai a peguei de jeito, agarrei-a e começamos uma sessão de mãos e língua entre a gente.
Quando começamos a tirar a roupa e ela viu que eu estava de calcinha e queria brincar um pouco, ela me disse:
- Hoje então você vai ser minha namoradinha!
Assim foi tirando o restante do que sobrou da minha roupa, e começou lambendo meus mamilos, quando ela dá aquelas mordidinhas fico fora de si, isso me dá um negócio por dentro, que mexe com o corpo inteiro, e foi descendo por minha barriga. Neste momento me arrepiei, tremi, senti um calor vindo de dentro, parecia que eu estava doente, com febre... eu me animei e senti que meu pau endureceu, deu sinal de vida rapidamente! E minha bundinha começara a piscar (pegar fogo mesmo!).
Assim ela foi passando a língua até chegar na cabecinha dele e foi descendo para minhas bolas; sugou, beijou, lambeu uma, depois a outra... Passava a língua por meu pau novamente. Neste momento eu já estava vendo estrelinhas, e ela começou uma chupada como só ela sabe fazer... como um bebê faminto por leite; eu podia ouvir sua respiração ofegante se acelerar, a minha então já estava alta fazia tempo me forçando a começar a dar uns gemidos de prazer...Pedi a ela para parar senão iria gozar ali mesmo, naquele instante, e eu não estava afim de acabar com a brincadeira naquela hora.
Assim ela começou a descer novamente dando uns beijinhos e passando a língua, e foi passando pelo meu saco, mais uma vez; mas desta vez não parou, e continuou a descer...resolvendo lamber meu cuzinho, que nesta hora estava piscando, pedindo, até implorando...
Quando ela encostou em meu buraquinho, dei uma gemida mais alta. Ah que sensação gostosa!!! Não falei no começo, mas semana passada fui me depilar, assim depilei meu peito, minha barriga, minhas partes íntimas, e claro, minha bundinha toda.
Depois que ela começou a lamber um pouco, começou a tentar enfiar um dedinho... com a língua ela molhava, e ia tentando, enfiando, mais e mais com essa carícia, mas apalpando minha bunda.
Quando ela conseguiu colocar um dedinho e ficou brincando... Pedi encarecidamente a ela que me fudesse, me comesse, nesta hora eu tava no cio... eu queria muito... Assim ela parou, foi então na nossa gaveta de apetrechos e pegou a cinta, o tubo de lubrificante e veio na minha direção novamente. Colocou a cinta, e ficou na minha frente, quando vi aquele pinto de silicone na minha frente não aguentei, me ajoelhei, e fui colocando ele na minha boca, igual a uma mulher faria de verdade... Foi a deixa!!!! E assim ela disse:
- Chupa o pau da tua mulher, chupa amorzinho...
Nesta altura do campeonato, eu faria qualquer coisa... Eu passei a "MAMAR" o pau dela com vontade... Eu estava com minha bundinha piscando de vontade, com aquilo tudo acontecendo...eu chupava, lambia e não queria largar mais...Ela então me pediu que me virasse e assim o fiz, fiquei na posição de quatro e ela foi encostando em meu rabinho. Comecei a empinar pedindo por aquilo e ela começou a meter devagarzinho...foi entrando, entrando... quando estava na metade eu já queria me mexer, rebolar!!!
Ela gemia só de olhar aquele nosso pinto me penetrando. Aos poucos entrou tudo, e ela começou um vai e vem...via estrelinhas! Não aguentei ficar parado e comecei a rebolar... me beijava, e eu rebolava, e pedia cada vez mais.
- Vai safada...rebola...dizia ela, e assim me deu um tapa na bunda, igual aqueles de filme pornô, não sei porque, mas naquela hora minha bunda esquentou e fiquei com mais tesão ainda!!!
Depois disso pedi a ela pra mudarmos de posição, coloquei ela deitada e fui sentar em cima, nossa, assim parecia que ele é maior e entra mais ainda, quando coloquei ele todo, vi estrelinhas novamente, principalmente quando ele tocou na minha próstata por dentro. Fui aumentando o ritmo e passou a me dar um calor por dentro e uma sensação gostosa.
Ela dizia que eu era a sua putinha e sua namoradinha, que da próxima vez eu teria que me vestir de mulher, ia me maquiar, me vestir com roupas de mulher e assim eu seria a sua mulherzinha por completo. Ela ia vendo o nosso consolo que praticamente sumia em meu cuzinho e depois reaparecia reluzente por frações de segundos...Fui aumentando o ritmo, pois começou vir aquela vontade de gozar...
Ai não teve jeito, não aguentei mais me segurar...
Foi uma sensação incrível, eu gozando no "pau" de minha mulher. Depois de nos acalmarmos, ficamos nos beijamos e ficamos abraçados por um tempo... Fomos tomar banho juntos, e eu fiquei olhando para aquele pinto novamente, pois ela não queria tirar a cinta... E ainda me disse, quero comer sua bunda... de novo...
Acabamos de tomar banho, e começamos tudo de novo, desta vez, fiquei deitado na cama e ela veio por cima, como frango assado, assim colocando mais uma vez o consolo em mim, que desta vez entrou bem mais fácil... ficou nesta brincadeira, até que eu resolvi mudar de posição novamente, fiquei de 4 de novo e pedi a ela que enfiasse de novo, e desta vez, ela já mais sóbria, começou a pegar melhor o jeito da coisa, do ritmo e começou a meter mais forte e começou a bater na minha bunda várias vezes, e tirava e coloca aquele mastro em mim... não aguentei, e gozei de novo com ela socando em mim, sem ao menos me tocar novamente.
Depois disso, descansamos um pouquinho até me recuperar, que por incrível que pareça, eu gozei, mas meu pau estava meia vida, pelo tesão do momento e logo depois disso, ela veio me acariciar e ele ficou em riste novamente rapidinho, não sei se foi pela excitação, ou pela maneira que eu gozei, mas rapidinho estávamos prontos de novo, só que desta vez foi minha vez de comer ela... ai a noite rolou tranquilamente... acordei no outro dia de manhã, descansado, e pronto pra outra, logo porque dormi só de calcinha.
Como acordamos juntos, começamos a brincar novamente... entre beijos, amassos, abraços, ai me disse, hoje você é todinho meu e eu farei de você uma verdadeira puta, isso me deixou louco de tesão, e ela dizendo ainda... com essa bundinha de menina, vou te travestir, e foi logo pegando um vestidinho dela que poderia servir em mim, meu salto, e o kit de maquiagem, e me produziu toda, fiquei andando pela casa o dia todo, de calcinha, salto, e um vestidinho azul, coloquei brincos, maquiada e de peruca, me achava uma verdadeira mulher...
Depois eu conto a vocês como foi nossa noite. Mas uma coisa eu adianto. Eu estava totalmente vestida, maquiada e produzida!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.