"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Sobrinha virgem


autor: Odeflor
publicado em: 11/01/17
categoria: hetero
leituras: 8550
ver notas


Sou uma morena gostosa é o que escuto dos outros tenho 35 anos 1,60 de altura 110 de quadril e seios médios para pequenos mas bem durinhos, trabalho como secretaria em uma loja de sapatos aqui na minha cidade no inteiro de São paulo.

Sou separada não tenho filhos moro sozinha no apartamento que fiquei depois da separação e tenho meus casos afinal ninguém é de ferro. Ele é um gato muito gostoso sempre vai em casa e a coisa pega fogo como moro sozinha fazemos umas festinhas, certo dia estava empolgada e tirei umas fotos do meu príncipe tomando banho e com sua ferramenta armada em ponto de bala como toda mulher safada gosta.

Tenho uma sobrinha de 18 aninhos veio passar uns dias na minha casa para fazer um concurso como não conhecia direito a cidade veio dias antes para se ambientar e conhecer o local da prova. A menina puxou nossa família e é até mais gostosa que a tia devido a sua idade e a genética mais apurada risos. Como veio dias antes fui trabalhar e deixei ela sozinha em casa e não é que a danada mexeu no meu computador afinal não tem nada de importante, ops tem sim, tinha me esquecido daquelas fotos que tiramos juntos no banheiro com meu ficante. Mas não tem problema ela já tem 18 anos e não vai ser nada do que ela já não conheça de um homem com sua enorme ferramenta armada.

Para minha surpresa a noite quando cheguei em casa ela foi logo tocando no assunto afinal somos bem amigas ela falou “tia que homem é aquele que achei fotos no seu computador com aquele pinto grande e grosso”, então falei “é meu caso que me dá muita alegria e prazer” e rimos.

Mas o assunto não parou por ai, ela queria saber detalhes se ele é carinhoso e bom de cama e deixou escapar para minha surpresa que era virgem e que por um homem desses até perdia a virgindade sem medo e sem culpa, fiquei boba de saber que uma morena com aquele corpo e simpatia era virgem nos dia de hoje, seu quadril largo seus seios médios e empinados coxa grossa chamava atenção por onde passava. Conversamos até quase meia noite sobre namorados sexo e ela me contou de suas aventuras com os namoradinhos mas nada muito sério, falou que já chegou bem perto de perder a virgindade mas ainda não tinha acontecido. Contou que tinha ido ao motel e os dois fizeram de tudo menos penetração o rapaz tirou sua roupa chupou seus seios buceta beijou seu corpo todo e chegou até a passar a cabeça do pinto na entrada da buceta raspadinha que a deixou louca de tesão quase desmaiando de prazer, mas ela interrompeu na hora com medo e foi fazendo uma chupeta e batendo uma punheta bem gostosa e ele gozou saindo bastante esperma caindo no seus seios durinhos e lindo que depois escorreu naquela pele morena até chegar a sua barriga limpando logo com a calcinha com medo de chegar até a danada. Outra vez dentro do carro deixou ele abrir sua blusa tirar seu sutiã e massagear e beijando seus seios com a boca e com umas das mão ficou apalpando a bucetinha, depois passou o pinto duro igual uma rocha nos seios pescoço rosto e para terminar gozau dentro da minha boca foi horrível aquele esperma goela abaixo quase engasguei, mas o tesão era tanto que nem me importei. Enfim minha sobrinha era um moça quase experiente em matéria de sexo.

No outro dia encontrei meu ficante e falei para ele do caso da minha sobrinha ter visto suas fotos e ela ser virgem, ele ficou louco e disse que até pagava para ter uma noite com uma buceta virgem briguei com ele para me respeitar e respeitar minha sobrinha. Quando cheguei em casa a noite vi minha sobrinha de short curto e uma camisetinha sem sutiã ai pude reparar melhor nas suas coxas bunda seios aquela morena tinha tudo durinhos no lugar certo e nas proporções que os homens gosta fiquei imaginando ela perdendo a virgindade com um cara bem carinhoso e bom amante igual ao meu ficante.

Conversamos novamente sobre sexo e virgindade e falei que ia ajudar e apoiar ela então comecei a pensar no assunto quase não dormi naquela noite imaginando. No outro dia sai com meu ficante e como não sou boba pensei como tirar proveito do assunto já que ia dar o prazer a minha sobrinha e a meu ficante. Então propus aproximar os dois e ganharia mil reais do meu ficante, ele aceitou na hora mas com uma condição de ser sem camisinha, chegando em casa coloquei meu plano em prática.

Fui logo falando a ela “se você quiser perder a virgindade com aquele gato da foto te ajudo garanto que vai ser inesquecível” não contei os detalhes afinal se ela soubesse podia não acontecer nada e perder o romantismo. Ela ficou assustada mas queria saber mais afinal estava louca para transar com ele. Depois de muita conversa ela aceitou então parti para execução do plano.

Orientei a minha sobrinha e escolhi a roupa e marcamos um jantar em casa quem iria cozinhar seria ela, assim eu poderia ir deixando meu ficante em ponto de bala e minha sobrinha mais ainda só observando. No horário marcado lá estava meu ficante na frente a minha porta e minha sobrinha esperando linda como sempre cabelos presos, vestido de malha curto pouco acima do joelho deixando bem a mostra suas lindas e grossa coxas decote bem generoso também deixando seus seios quase amostra e sem sutiã afinal uma menina na idade dela não precisa de sutiã, sandália de salto alto, um sorriso lindo e sua bunda enorme tudo isso esperando um macho para se deliciar daquela coisa linda e dar e ter muito prazer.

Meu ficante só conhecia ela pela foto mas quando viu pessoalmente deve ter pensado esse é meus mil reais mais bem gasto. Minha sobrinha então também ficou maluca vendo aquele pedaço de mal caminho na sua frente.

Enquanto minha sobrinha estava preparando o jantar eu estava atiçando meu ficante na sala passava a mão no seu pinto por cima da calça deixando ele beijar meus seios enfim só nas preliminares e louca para ser eu a comida da noite mas tinha que cumprir o trato feito.

Minha sobrinha só de olho em nós e fazendo o jantar quando avisou que estava pronto. Abri uma garrafa de vinho servi a todos e jantamos estava uma delicia.

Após o jantar os dois foram para sala e eu fiquei com a louça limpando a cozinha conforme combinado, mas com o rabo de olho nos dois para ver oque estava acontecendo na sala.

A conversa estava boa ela falou porque estava na cidade e estava gostando muito da recepção da tia, papo vai papo vem vão se conhecendo e meu ficante aproveitando já sentou mais perto e colocou a mão na coxa da minha sobrinha.

Nisso terminei de limpar a cozinha e fui sentar junto, eles ficaram meio sem jeito então fiz questão de dar uma de boba e aproximar mais os dois como nada soubesse, sentei do lado do ficante e minha sobrinha do outro e fui falando “sabe fulano essa linda morena coxa grossa como você pode ver e sentir e corpo escultural e virgem e quem será o sortudo a ser o primeiro a ficar com ela.

Olha que coxa linda e levantei mais ainda seu vestido e pele lisinha como de um bebe coloca a não melhor para você ver e sentir, minha sobrinha não gostou mas como ainda estava meio alta do vinho deu um sorriso e ficou olhando para o rosto do meu ficante tipo pedindo alguma coisa. Meu ficante não perdeu a oportunidade e começou a alisar aquela coxa lisa e grossa, também em seguida elogiei os seios, bicudo e durinhos levando a mão dele até eles, minha sobrinha já estava se entregando ao prazer e deixou sua não explorar seu corpo ela já estava gemendo baixinho.

Nisso deixei os dois sozinho e fui me arrumar para sair e deixar os dois mais a vontade. Quando voltei 15 minutos depois já estavam se beijando passei pelos dois e fui fazer comprar em um shopping perto de casa e gastar o dinheiro que tinha ganhado do ficante, mas imaginando a minha sobrinha na cama com ele que não ia ser fácil por ser a primeira vez dela e pelo tamanho da ferramenta dele.

Quando resolvi voltar cerca de 3 horas depois o apartamento estava em um silêncio pensei já rolou e eles estão dormindo, fui até o quarto o local estava cheirando sexo e a meia luz pude ver somente minha sobrinha dormindo na cama totalmente pelada de barriga para cima toda suja de esperma pelos seios cabelos ai pensei eta foi bom demais risos. Quando olhei em uma parte do lençol pude notar até sangue da sua primeira vez, não acordei a menina que agora era mulher afinal deve estar exausta seu descanso era merecido depois do vinho e da noite com meu ficante.

Fui no banheiro me masturbar afinal estava em ponto de bala desde antes do jantar quando estávamos nas preliminares. No outro dia era domingo dia do concurso, ela acordou cedo foi tomar banho e saiu cedo afinal tinha que estar no local com um bom tempo de antecedência, nem tomou café. Acordei por volta das 9hs tomei café e fui limpar a casa e comecei pelo quarto dela afinal estava com curiosidade sobre aquela noite e fui pegar a maquina que deixei escondida gravando. O quarto estava desorganizado o vestido usado pela minha sobrinha está no canto rasgado, calcinha no chão, na porta do guarda-roupa mancha de esperma, camisinha jogado no chão e como já tinha visto sangue no lençol. Isso sim foi uma boa noite de sexo fiquei mais curiosa ainda para saber o que tinha gravado na maquina.

Limpei a casa rapidinho, depois sentei no computador para passar o filme que estava na maquina mas antes masturbei novamente com muito tesão e pensando no que deveria ter acontecido no quarto com meu ficante e minha sobrinha.

Então comecei a assistir o filme, mas antes vou contar sobre eu e meu ficante.

Conhecemos a mais ou menos 02 anos quando eu estava recém separado e foi em um barzinho aqui na minha cidade, logo de cara já gostei dele e fomos para um motel. A primeira transa foi difícil e dolorosa pois meu marido tinha pinto menor do que o dele e dava uma já pronto ia dormir o ficante tinha um pinto bem maior mais grosso e não saia de cima de min enquanto não gozava umas 3 vezes puxava meu cabelo dava tapa na bunda e socava até o fundo aquela anaconda batendo no fundo do meu útero, e com o tempo fui acostumando e gostando hoje em dia se pegar um cara com pinto menor da impressão que não me satisfas.

Sempre trago ele aqui em casa e fazemos sexo gostoso e duradouro me deixando toda acabada e esfolada, aquele pinto ainda não entrou no meu traseiro ele sempre pede mas tenho medo imagina aquilo entrando e saindo do meu rabo não deve ser fácil.

Por enquanto só na minha buceta já esta bom entrando e saindo apertando meus seios mordendo minha bunda beijando minha nuca essas coisas me deixa louca e ficou toda mole.

A última vez ele me chupou todinha mordeu com carinho meus seios e depois tirou minha calcinha que já estava toda molhada de tesão e me penetrou com tanta força que pensei que ia sair na garganta, ficou assim metendo durante muito tempo só parou quando ele encheu meu útero com sua gala quente e farta como de um cavalo, fico expelindo esperma por um bom tempo depois. Eu não deixo por menos pego aquela coisa e chupo o pau as bolas até ficar duro novamente ai ele me pega de quatro da tapas na bunda aperta meus seios e como já estava com esperma na buceta o seu pau entra e sai com mais facilidade e no final da noite estou sem forças e toda esfolada.

E ele por sua vez gosta porque eu aguento as outras namoradas dele reclama do tamanho da grossura que machuca na penetração, fica tentando achar uma posição confortável, usa gel enfim não se sente bem com a anaconda risos.

E com isso ouço barulho na porta é minha sobrinha de volta do concurso com um sorriso radiante, não tive tempo de ver o filme, tive que esconder dela.



Sobrinha - Oi tia como está;

Eu – Estou bem princesa, como foi o concurso;

Sobrinha – Foi bem acho que tenho chances de passar;

Eu - Que ótimo fico feliz por você, afinal você se preparou muito para o concurso;

Eu – E ontem como foi a noite;

Sobrinha – Foi ótima só tirando as dores que estou até agora, que homem é aquele;

Eu – Não falei que ia ser inesquecível;

Eu_ Me conte tudo não esconde nada;

Sobrinha- Vou tomar um banho e depois conversamos, estou toda suada e assada por baixo;

Eu- Sei exatamente o que é isso fico assim também.



Segue conto "Sobrinha virgem II"

.

.

.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.