"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Tudo em casa


autor: Pedrogsm
publicado em: 24/09/16
categoria: incesto
leituras: 8687
ver notas


Moro em uma casa com minha tia e duas primas.



Sou moreno 20 anos 1. 70 de altura e porte fisico normal.



Sempre fui um cara que gostei da putaria sexo, baladas, e sempre mente aberta.



Porem ultimamente tem acontecido umas coisas que me deixaram mais louco ainda por sexo.



Minha prima mais nova de 19 anos e uma magrinha filé. Cabelos longos, olhos negros, e peitinhos bem deliciosos.



Ultimamente ela tem andado bem provocante dentro de casa. Com babby doll bem provocantes e enfiados no rabinho.



E isso tem me provocado muito a bater uma boa ponheta no banho.



Certo dia estava no banho e tinha esquecido de trancar a porta já que estava sozinho em casa.



Quando de repente a porta se abre é minha prima. Ela da um sorriso e diz que nao sabia que estava ali, porem que estava muito apertada para fazer xixi. Mandei ela entrar e ficar avontade, continuei meu banho, só que aquela situação tinha me deixado de pau duro e eu tinha me ligado.



O que nos separava era uma cortina transparente com detalhes.



Minha prima olhou e começou a rir.



E perguntou:



-porque esta assim primo?



-deve ser o frio.- respondi. Meio sem jeito.



-sei, acho que lhe atrapalhei em algo. E saiu rindo.



Na mesma noite eu estava em meu quarto, ela bateu na porta e disse que minha tia e minha outra prima nao dormiria em casa. E que dormiria ali comigo, já que nao gostava de dormir sozinha.



Mas que tinha uma questão, que eu nao poderia ficar como estava no banho e começou a rir.



Entrou e se deitou do meu lado.



Começei a passar os canais onde passou por um sinal de pornografia... Ela começou a rir e pediu para gente. Ver um pouco que ela nunca tinha visto filmes do tipo.



Ela começou a reparar que os caras eram monstruosos. E falou.



-eu nao teria coragem de transar com um pau desse tamanho, deve doer mais que dar prazer.



Eu comecei a rir.



Ela disse:



- o seu seria o ideal.



Fiquei meio sem jeito porem dei um sorriso.



-posso dar uma olhadinha de novo? Perguntou ela.



-sim. Respondi



Tirei meu pau... E ela ficou olhando.



-Esse sim, estaria bom para mim, posso pegar?



-logico!



Ela pegou e começou a ponhetar bem gostoso.



Estava ali já prestes a gozar.



Quando ela pediu para eu me segurar, e começou a me chupar.



Que boca deliciosa ela beijava, passava a lingua na cabeça, e ponhetava meu pau todo babado por ela com maestria.



Deitei ela na cama e disse que iria chupar ela. Ela só aceitou abriu as pernas e tirei sua calcinha.



Nosso que coisa linda. Toda lisinha branquinha e bem molhadinha.



Começei a chupar.. Dei beijos, chupei bem delicado e as vezes itensificava a chupada... Quando sinto ela puxar meu cabelo pressionando sua xota na minha cara e se contorcer... Ela tinha acabado de gozar na minha boca. So que eu queria mais.



Pedi para comer sua buceta, porem ela disse que nao ali... Que seria outro dia. Mas que chuparia até eu gozar.



E foi o que ela fez, caiu de boca e gozei deliciosamente na sua boca ela riu e engoliu tudo.



Ali deitamos e dormimos agarradinho......



Continua....



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.