"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha irmã - Minha Delicia


autor: Eumesmo
publicado em: 14/08/16
categoria: incesto
leituras: 12262
ver notas


Meu nome e’ Danilo sou moreno, 23 anos, 1.73, olhos e cabelos pretos, 16cm luto MMA e trabalho como professor de Química e Alemão . Tenho uma vida sexual muito agitada desde quando tinha 14 anos e acredito ter alcançado a maturidade de um homem aos 13 anos. Enfim, vou relatar oque aconteceu a algum tempo atrás com a minha irmã que hoje tem 19 anos baixinha, extremamente linda, morena, olhos mel, o corpo dela e’ escultural, jogadora de vôlei e se destaca nisso, oque mais admiro nela e’ sua inteligência e sua dedicação aos estudos, ela cursa Psicologia.
Minha irmã e’ a única mulher que eu confiei, confio e sempre confiarei Não confio totalmente nem na minha mãe e mulher.

Bom eu NUNCA escrevi nenhum relato erótico embora não me falte motivos, então se o texto ficar longo só lamento, ou se ficar com detalhes desnecessários e muito menos se eu me perder pois gosto de explicar as coisas.


Minha mãe teve uma gestação conturbada e na hora do parto GEMEAS teve muitas complicações e meu pai teve que escolher se tentaria salvar as duas filhas com um risco enorme de perde-las ou se salvaria apenas uma sem muitos riscos. E teve que decidir isso sozinho porque minha mãe estava desacordada e eu era muito pequeno. Ele optou por tentar salvar as duas oque resultaria em um problema gravíssimo nas duas que passaram por cirurgias e infelizmente a única que resistiu a 2 anos de uma serie de cirurgias foi a minha irmã presente neste relato, oque acabou resultando no suicido do meu pai que não agüentou perder uma das filhas.
Com isto fomos morar com minha avo, pois minha mãe teve que vender para pagar dividas e tratamento pra minha irmã e veio dias difíceis pois meu pai bancava a família e minha mãe teve que trabalhar o dia todo e tivemos que ficar com nossa avo, eu odiava a minha avo e principalmente o jeito que ela tratava minha irmã, e não via a hora de sair dessa situação e contava dias pra ter idade para começar a trabalhar, mas quando fiz 10 anos minha mãe conseguiu comprar uma outra casa pequena, mas era nossa...
Quando nos mudamos optei por deixar o quarto para minha irmã que tinha 5 anos e fiquei dormido no sofá cama. Tive a oportunidade de começar a trabalhar e abracei a idéia não ganhava muito, mas oque ganhava era para minha família e para pagar meus cursos de línguas não por obrigação, mas sim porque gostava. Enfim, conclui o curso aos 14 anos e comecei a trabalhar de jovem aprendiz foi nesta época que comecei minha vida sexual e foi com minha professora de Química kkkk foi por isso que eu gosto de Química. E nessa época minha irmã começou a ter muito ciúme de mim principalmente quando ia alguma namoradinha ia em casa, inclusive uma delas cuidavam da minha irmã de Segunda, Quarta e Sexta, minha irmã odiava esta baba eu tentei alguma coisa com a de terca e Quinta mas não consegui nada, tempos se passaram e nada mudou, sempre com um ciúme extremo e tivemos que a acompanhar juntamente com uma Psicóloga que inclusive ela ainda passa com a mesma até hoje
Houve uma melhora brutal e aos 11 anos ela estava bem melhor, com ciúmes mas era saudável. Conseguimos comprar uma casa melhor e tive meu quarto tão sonhado, embora não podia trazer nenhuma mulher para casa, pois era parte do tratamento. Minha irmã sempre foi minha jóia e eu tentava ser como um pai para ela apesar da pouca diferença de idade que era de apenas 4 anos, ela me pediu pra aprender inglês, obvio que eu fiquei muito orgulhoso pela iniciativa dela.
Foi exatamente neste dia que foi despertado o desejo sexual dela por mim “Segundo ela” Depois que sai do trabalho fui busca-la na escola como sempre fiz. E em seguida iríamos no cinema, mas houve um imprevisto e tive que voltar na empresa então combinamos de ir em um outro horário do filme que era em horário de pico e só quem mora em SP e pega trem sabe como e’. Então marcamos na estação e de lá iríamos pegar um ônibus para o shopping, e a minha irmã me aparece com uma saia pequena tipo um palmo acima do joelho sempre linda chamava a atenção, mas nunca ninguém havia mexido com ela e nesse dia um cara fala “nossa em...” Eu discuti com o cara eu ia quebrar ele, mas me tiraram do ônibus e eu tava indignado e sobrou pra minha irmã eu dei uma bronca nela por ter se vestido daquele jeito que não era vulgar, mas não era adequado na minha opinião, umas mulheres falaram pra minha irmã “ Não namora com esse idiota não, se já tá te controlando agora imagina depois?” (Apesar de não ter percebido minha irmã já era uma mulher feita) Então disse que eu sou o irmão não o namorado... enfim a cabeça esfriou e embarcamos no ônibus e eu pedi para que ela não se vestisse assim quando estivesse comigo, que não queria controlar a vida dela, mas que eu não sairia com ela caso isso se repetisse. Ela pediu desculpa e me abraçou como sempre faz, pois sabe que nunca faria nada que não fosse para o bem dela. Fomos comprar o ingressos e a moca da bilheteira disse ”Deram sorte, você e sua namorada ficaram com uns dos últimos ingressos” (Caramba eu sempre admirei minha irmã por suas atitudes, mas não como “mulher” e confundiram duas vezes que éramos namorados). Na volta pra casa aquele trem lotado que e’ a lei de SP esperamos 3 trens passar e sempre vinha lotado então convenci ela a ir no próximo, sou forte e consegui entrar estiquei meu barco e deixei ela em uma posição até confortável próxima a porta. Ai duas estações depois um mar de pessoas a porta nem abriu e eles já estavam empurrando, giramos literalmente e ficamos prensados, e ela ficou com a bunda praticamente grudada em mim (Depois perguntei e ela disse que não foi intencional) não me excitei pois era minha irmã e não tinha maldade alguma, eu a segurava cruzando meu braço até o outro lado da cintura dela e com o outro segurava na porta para não deixar o peso das pessoas nela porque ela geralmente passava mal com muito calor. Ai meus amiguinhos.. eu senti que ela tava mexendo o bumbum e fazendo caras e bocas, Logo achei que ela estava passando mal (coisa que ela negou meses depois, alegando que estava muito excitada) até cheguei a pensar inicialmente que ela estava fazendo aquilo com maldade, mas logo descartei pois ha um respeito enorme entre nos e sempre a tratei como se fosse realmente minha filha. E como perguntei e ela afirmou que estava passando mal quase quebrei meu braço literalmente para dar um espaço para ela respirar melhor. Estranhei pois quando ela passa mal os lábios dela ficam brancos e ela fica pálida, quando descemos e pegamos o ônibus para casa ela ficou abraçada comigo a viajem toda então logo vi que no mínimo ela não tava tão ruim assim pois os lábios estavam normais assim como o sua aparência. Chegamos em casa fomos cada um para seu quarto e no dia seguinte levei ela ao vôlei e quando chega a noite vi uma cena bizarra ela estava com a mãozinha dentro do short e vendo vídeo pornô dentro do carro da minha mãe, Porra eu realmente não vi ela se tornando uma ”mulher” sempre minha jóia minha princesa, eu resolvi não falar nada e ainda não tinha despertado nenhum desejo nela, não iria reclamar com ela muito menos falar pra minha mãe, mas peguei uma cartilha que tinha no meu trabalho relacionada a sexo e prevenções e dei pra ela, e disse que era importante conversar sobre sexo e se ela não querer conversar com minha mãe que poderia falar comigo ou com a psicóloga, muito envergonhada me perguntou porque disso eu só falei que era pra ela ler, óbvio que ela estava se descobrindo e me senti na obrigação de entregar a cartilha. Mas todos os dias ela descia pra garagem e fazia a mesma coisa. Eu fui até o consultório da Psicóloga dela e disse oque estava acontecendo. Logo no dia seguinte meu notebook quebrou e eu liguei pra minha irmã pra pedir pra usar o dela, o note dela não tinha senha e sempre que precisava ela sempre deixava, mesmo assim pedia a ela que nunca negou. Fiz o trabalho, mas quando cheguei da escola fui enviar links para meu email eu fui na porta do quarto dela, mas ela estava tomando banho, a porta dela fica aberta, mas achei melhor esperar ela sair do banho pois acho importante respeitar a privacidade, isso era umas 11 horas.. 11 e meia fui no quarto dela ela estava mexendo no notebook e na cama e parecia assustada quando me viu, eu pedi pra usar o notebook dela e ela disse que eu podia, mas que podia só depois porque ela tava jogando e depois iria “Tomar banho“ e eu podia mexer. Fiquei chocado tipo como tomar banho dinovo? Mas enfim todos nos sabemos como e’ quando estamos nos descobrindo e não iria questionar minha irmã por isso. Ela foi “tomar banho” e fui enviar o trabalho e os links para meu email com isto tive que acessar o histórico de navegação dela e vi coisas do tipo
Irmão pega irmã no carro
Irmã chupa irmão na garagem
Posso transar com meu irmão?
Pega a irmã dormindo e a chupa
Irmãos se pegando no chuveiro
Coisas desse tipo, fiquei pasmo e mais uma vez achei “normal” pois quando assistia vídeos pornôs sempre um vídeo levava a outro relacionado enfim... Com receio pois havia invadido a privacidade dela acessando o histórico mesmo sendo sem querer. Falei novamente com sua Psicóloga pois achei importante.
Um mês depois ela foi jogar em outro time, e continuava tomando banho muitas vezes ao dia, tiinha dia que descia pra garagem. Eu não comentava nada até que um dia eu ia dormir na casa do meu primo depois de uma festa, e deixei avisado, mas resolvi voltar e como era madrugada não liguei pra avisar cheguei em casa e fui pro meu quarto e ela tava completamente nua esfregando meu travesseiro em seu corpo eu fiquei paralisado e ela chorando e foi pro seu quarto sem falar nada, eu fiquei perplexo não sabia oque fazer, mandei uma mensagem no celular dela dizendo que eu a amava muito e que precisava conversar com ela, fui dormi e quando acordei, acordei até mais cedo pra levar ela pra escola e minha mãe disse que ela já havia saído, então mais tarde fui buscar ela no vôlei ela nem olhava pra mim. Sempre ela me abraçava e me beijava. Eu não queria perder minha jóia ela e’ a pessoa mais importante da minha vida, falei “Vamos passar na praça pra conversar” ela com medo que eu brigasse com ela tentou recusar mas eu disse que era importante agente conversar por que ela e’ tudo na minha vida e eu não queria perder a boa convivência que tinha com ela. Chegando na praça disse que ela podia me falar tudo. Ela recusou, mas quando eu falei que se ela não me falasse nada iria falar pra minha mãe ela começou falar. Desde o assunto do trem até o momento, eu disse que não iria falar pra ninguém com a condição que se não repetisse ela não esperou nem eu terminar de falar e disse que não conseguia evitar que por mais que tentasse ela não conseguia e que todos esses anos com a psicóloga ela não conseguiu evitar me disse chorando e pedindo desculpa e disse que não queria me perder também. Nesta sinuca de bico que eu estava, não comentei nada com ninguém, mas no caminho pra casa vi pela primeira vez ela como mulher, desejos, corpo e mentalidade. E uns dias se passaram e eu reparava cada dia mais ela e ela percebendo se mostrava mais pra mim, e eu percebendo oque ela já tinha feito e eu nem percebia achando que ela era uma criancinha ainda, tipo quando ela assistia filme no sofá comigo e praticamente me obrigava abraça-la por trás pra esquenta-la e pra ela não cair, até minhas cuecas ela usava por baixo do short as vezes falando que o short do vôlei marca muito, e se você acha que eu via maldade nisso a resposta e’ não, até aquele momento, e minha mãe estranhou porque assistíamos filme cada um em um sofá e estávamos cada vez mais distante, minha mãe foi dormir e ficamos na sala porque ia passar um filme e ela me disse “Posso deitar com você? Eu disse que não “A mãe tá estranhando, eu prometo que fico parada. Eu queria voltar a conviver normalmente com ela então cedi e acreditem ou não sem maldade alguma. Ela ficou parada como prometido e sem encostar em mim. Cada vez me provocando mais, não cedia as provocações muito menos olhava pra ela quando tava de short curto essas coisas, mas não a tirava da cabeça já era um mulherão, já havia menstruado, linda, inteligente e tava ficando insuportável e ela percebia e me provocava cada vez mais, eu ia buscar ela e ela me dava um beijo muito perto da boca e descobri que quando ela entrou nesse time disse que eu era o seu namorado. Fomos para praia e ela se insinuava pra mim mostrava aquele corpo e eu firme sem ceder a provocações, até que um dia eu voltei da escola tomei banho e fui dormir (mesmo dia que o Michael Jackson morreu, Saudades) quando eu deitei tive certeza que ela havia se esfregado na minha cama o cheiro dela me deixou muito excitado, no outro dia a mesma coisa o cheiro cada vez mais forte e dessa vez meu colchão tava úmido de gozo, no outro dia eu acordei decidido que na primeira oportunidade eu ia ceder, levei ela pra escola e nada de mais, mas quando eu fui buscar ela no vôlei ela me deu um beijo no canto da boca e eu não disse nada, então ela me abraçava fazia eu sentir aquele corpo impecável no caminho pra casa. Minha mãe foi dormir e a minha irmã me chama pra assistir um filme e como sempre deita comigo mas não se encosta em mim como prometido, mas eu não resisti falei pra ela que não precisava se afastar tanto pra não cair ela se aproximou mais, e mesmo assim não encostava em mim como havia me prometido então ela levantou pra ir no banheiro e voltou reparei seu short muito curto um tecido mole mostrava a poupa de seu bumbum, então eu a segurei pela barriga e encostei totalmente em mim e disse “Não precisa se afastar tanto se não vai cair” ela respondeu que não iria mais e ajeitou aquela bundinha quente e deixou meu pau bem no meio daquele bumbum que já era bem gostoso pois alem de treinar vôlei ela fazia musculação de complemento de treino e eu a prensava cada vez mais trazendo sue corpo liso e quente até mim, e eu já comecei a ficar de pau duro e quanto mais eu ficava excitado mais ela ajeitava aquele bumbum quente pra que meu pau ficasse bem no centro daquela bundinha gostosa, comecei a passar a mão na barriga dela e ela suspirava de tesão então coloquei a mão dentro do short dela que estava ensopado e chupava o dedo que estava com o melzinho dela. Ai minha mãe grita de lá de cima que era pra minha irmã dormi que já tava tarde. Logo ela se levantou pra ir logo pois estava molhada e não queria que minha mãe a visse daquele jeito, logo que ela levantou eu me sentei no sofá e ela me deu simplesmente o melhor beijo da minha vida!!! Olha que mesmo nessa época eu já tinha muita experiência
Ela sentou no meu colo de frente completamente entregue com aquela bucetinha molhada e sedenta, encaixou bem no volume do meu short que também era mole e me deu um beijo, certamente ela não tinha idéia de como beijar isso me excitou mais ainda... ela se esfregava em mim e mais suspirava na minha boca do que me beijava e quando me beijava passava a língua nos meus dentes lábios e continuava sarrando em mim eu chupei aquela língua lentamente e dei um beijo bem molhado nela quando senti ela me lambuzando com seu mel e suspirando de prazer, não segurei e gozei também e pela primeira vez sem punheta, boquete ou penetração que sensação gostosa... então depois do beijo com o corpo desmaiado de prazer em cima de mim passava a mão no corpo dela e sentia a mulher que ela era em seguida me deu um abraço e subiu pra dormir. Nossa e’ incrível como ainda fico excitado só de lembrar desse dia.
Acordei ela tava na cozinha com minha mãe achei que ela ia ficar com vergonha mas ela veio e me deu um abraço com o sorriso de sempre e eu fui levar ela pra escola nos despedimos com um selinho bem discreto, quando busquei ela no vôlei ela tinha planos A,B,C,D... J,K... pra transar comigo e eu cortei logo disse que uns beijos em vez em quando tudo bem, mas que não podia transar com ela pois tinha uma diferença de idade e ela e’ minha irmã, então nos próximos dias sempre assistimos um filme eu chupo ela sinto seu mel que também e’ o melhor que já senti, mas não a deixava me chupar, a escada da minha casa e’ muito escura e não da pra descer sem acender a luz então sempre que minha mãe vai descer a noite oque e’ muito raro, hoje moro sozinho, mas de 2009 até 2015 ela desceu umas 2 vezes e quando ela acendeu entramos pra baixo da coberta como se nada estivesse acontecendo, mas lá em baixo a única coisa que não e’ boba e’ a nossa mão kkk inclusive quando nossa mãe tá assistindo conosco, mas sempre ficamos no beijo, na mão boba e eu chupando ela. Lembro um dia no desfile do carnaval minha mãe ficou na sala até tarde e eu e minha jóia debaixo da coberta brincando, fiz minha irmãzinha suspirar e gozar em silencio minha mão tava toda lambuzada e eu chupei meus dedos e minha mãe nunca percebeu nada. Ou quando fomos viajar e minha mãe com muito sono parou em um hotel de estrada e pediu pra mim dormir com minha irmã, pois minha mãe se mexe muito a noite, eu chupei minha irmãzinha loucamente esse dia, o meu maior prazer era ver ela tremendo e suspirando de prazer aliais e’ a coisa que sexualmente mais gosto até hoje sentir o leitinho da minha delicia. Nesta viajem eu deixei que ela me masturbasse também, ela me implorava pra poder mamar, mas eu não deixava pois queria ter certeza absoluta que ela tinha consciência do que estava fazendo, oque a deixava com mais vontade ainda. Quando chegamos em casa ela tava toda manhosa comigo queria sempre beijo e abraço quando chegava a noite eu passava a mão nela, mas ela sempre virava de frente pra mim e ficava me abraçando e me beijando. Achei estranho, mas gostei pois dos beijar e abraçar era melhor que chupar em termos de culpa, "Dos males o menor". Mas ela mandava ver com meu travesseiro kkk eu sentia seu cheirinho de mulher (Por mais clichê que parece o melhor de todos também) Eu adorava ir dormir sentindo o cheirinho dela, sabendo que ela se masturbava e se tocava na minha cama toda e ainda fazia questão de deixar isso bem claro. Ela sempre tinha planos A.b.c.d.. para todas situações, se tinha visita em casa ela dava um jeito, na casa de alguém ela dava um jeito, se minha mãe estava conosco ela dava um jeito. Mas ela cada vez mais ousada chegou a me dar um selinho na mesa da cozinha enquanto minha mãe estava na pia, passou a usar saias e shorts sem calcinha, mesmo menstruada usando calcinha ela usava um short muito mole e ficava de conchinha comigo. Quando estava menstruada eu passei a deixar ela me masturbar, com água na boca e louca pra me chupar coisa que eu ainda não deixava, mas um dia ela não resistiu e me chupou sem experiência nenhuma e eu também não resistir e acabei deixando, ela nem sabia oque fazer talvez só tinha visto em filmes e tentou fazer igual, mesmo assim senti que ia gozar e pedi pra ela parar, não ia sujar minha princesinha com minha porra (Demorei muito tempo pra acostumar vendo aquela boquinha linda cheia de gozo). Então ela passava a me chupar todos dias..
AI MEUS JOVENS kkk Num sábado ou domingo minha mãe não tava em casa e eu tava jogando game e minha irmã fazendo sorvete, do nada ela chega com um leite condensado e coloca em mim(Certamente viu em algum porno) e começa a se lambuzar toda, aquela boquinha simplesmente perfeita e sua língua que já estava muito experiente me deixando louco, até que pedi pra parar pois iria gozar e ela praticamente me implorou para que deixasse só uma vez , neguei. Então... (nossa me melei aqui) Ela me pede pra gozar dentro da lata pois sempre temos que limpar nossos rastros, fiz oque ela disse. E continuei jogando, quando ela me chama rindo e eu olho para cozinha... e ela com uma cara de safada vira a lata que eu havia gozado dentro do liquidificador. Fiquei puto pois ela tinha prometido que iria esperar um pouco não queria que ela sentisse gozo, como ela tinha idade e corpo, mas não aceitava e também fiquei nervoso porque eu queria sorvete e ela havia estragado kkkk, eu a conhecia e sabia que ela tinha planejado tudo principalmente quando disse que faria de um sabor diferente pra mim e pra minha mãe e que falaria que era de um sabor que minha mãe não gostava. Claro que se eu pedisse, ela jogaria fora e faria outro, mas não pedi, ela realmente já era uma mulher feita não me julguem. Então ela fica ansiosa esperando o sorvete ficar pronto, no dia seguinte os sorvetes prontos, minha mãe nao chupou o errado tudo estava correndo dentro dos planos da minha irmãzinha terrível. Depois do almoço ela pegou o sorvete e falou que era o melhor que ela havia feito, mas minhas primas chegam e como estávamos tomando sorvete, minha mãe ofereceu e pra tristeza da minha irmã elas escolheram justo o com o leite especial kkk inclusive minha tia. Logo sai de cena pois já estava com um volume enorme na cueca. Depois pedi que ela fizesse um sorvete pra mim com o gostinho dela oque ela fez sem pensar duas vezes.(Ate hoje ela vem aqui pegar leite pra fazer sorvete e me entrega o sorvete com o leite dela, minha mulher sabe e também gosta, e’ muito bom quem tiver a oportunidade de fazer eu indico. Ela faz muitas coisas tipo, pudim, bolo, mousse...Minha mulher fala que minha irmã e’ cozinheira de porra cheia kkk)
Com isto só faltava o sexo em si pra nos explorarmos por completo
Ate que um dia vou dormir e aquele cheiro que ela deixava no meu travesseiro falou mais alto dessa vez ela deixou seu leitinho escancarado óbvio que eu lambi tudo loucamente quando ela entrou no meu quarto e já trancou a porta, eu queria meter com forca, mas sabia que ela era virgem peguei ela pelo bumbum a beijando sua boquinha com um tesão que nunca mais senti igual ela cruzou seus pés atrás de mim (Ela encaixa a grutinha bem encaixada no meu pau sempre e de primeira, coisa que mulher nenhuma me fez) Deitei ela em minha cama ela sorriu e disse que era um sonho que ela iria realizar, logo a transa que eu queria, tive que deixar de lado pois queria fuder com forca, mas aquele sorriso despertou em amor em mim, um carinho extremo mais do que eu já sentia por ela. A transa desse dia não irei relatar pelo menos não hoje, pois oque rolou neste dia foi amor não houve putaria só curtimos o momento e acordamos acredito ambos ao lado da pessoa mais importante de sua vida


Praticamos incesto desde 2009. As vezes rola uma Putaria mas na maioria das vezes fazemos um sexo bem amorzinho. Hoje sou noivo mas não moro com minha mulher, minha mulher sabe de tudo, pois prometemos namorar só quem aceitasse nossa relação, embora minha irmã prefere não se relacionar com outras pessoas, aceita minha relação bem pois sabe que e’ puramente sexual
Mas e’ isso... minha irmã e’ a única mulher que eu já amei na vida e a que me da mais prazer
Apesar da relação sexual incestuosa nosso amor e respeito sempre vem em primeiro lugar, na época éramos menores, mas não inocentes. Mesmo noivo (não irei casar, minha mulher tem ciência disso) Quando minha irmã adquirir seu certificado de graduação iremos mudar para o exterior e viver como homem e mulher. Caso tenha um filho com minha mulher iremos criar como se minha irmã fosse a mãe, não iremos arriscar ter filhos da maneira tradicional. E esse e’ o grande motivo do meu noivado, minha mulher e’ amiga da minha irmã e esta nos fazendo esse “Favor” Vivo “normalmente” com minha mulher ela e’ bissexual e usa nosso noivado para mascarar seu relacionamento com uma mulher. Tudo e’ claro friamente planejado por minha irmã.
Acredite isso e' muito comum.
Não sei se da pra responder vocês pelo site, mas se der irei com prazer





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.