"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Comi minha tia novinha.


autor: novinhosafado
publicado em: 28/03/16
categoria: incesto
leituras: 20902
ver notas


Oi Galera, Meu nome e David se pronuncia Deivid, tenho 17 anos sou magro e moreno claro cabelos pretos e meio liso, olhos pretos rosto com aparecimento de barba, lábios carnudos que as meninas dizem ser sexy. O que vou contar aconteceu no ano passado quando eu tinha 16 anos, minha mãe tem uma irmã linda de 18 anos, baixa da altura do meu peito, morena escura cabelos lisos e grande que bate na sua bunda quando está solto, bom essa minha tia veio morar aqui em casa com agente, por convite de minha mãe, apesar de não parecer eu trabalhava em um lavador de carro aqui na minha cidade apesar de ela ser pequena com uns 20 mil habitantes, mas hoje em dia estou sem emprego pois o dono fechou o negócio, minha mãe e meu pai trabalham na parte da manhã todos os dois aproveitavam e sempre levavam minha irmã pra escola que estuda na parte da manhã, e sempre ficava em casa eu e minha tia que já estudavamos a noite, é como eu não estava trabalhando eu sempre ajudava ela a arrumar a casa, em um belo dia comum eu á perguntei se ela namorava escondido da nossa família.
Ela disse que não!
Eu respondi que parecia que ela guardava algum segredo.
Ela disse mais ou menos!
Eu pedi pra ela falar pra mim enquanto ainda estavamos deitado na cama pois dormihamos no mesmo quarto com minha cama do lado esquerdo da parede e a dela do lado direito, apesar do quarto ser bem grande, então ela me respondeu que estava com vergonha de fala, eu disse a ela que se ela falasse pra mim eu falaria uma dos meu segredos pra ela. Ela concordou disse: que sempre me via cheirando as calcinhas dela, nessa hora confesso que fiquei vermelho e com vergonha, então ela continuo falando que me via bater punheta olhando e cheirando as calcinhas dela, e que ficava pensando se eu realmente pensava nela ou em outra mulher ou menina da minha escola, respondi a ela que sempre me masturbei pensando nela, pensava em ver ela pelada, que eu tinha vontade de comer ela!
Ela deu um risadinha meio que sem graça e fico em silêncio, pedi desculpa por tá falando tudo aquilo, ela disse que não tinha problema, que também sempre me imagino chupando a buceta dela, e saiu do quarto que era umas 8:30 da manhã, fiquei meio preocupado e fui atrás dela, ela tava na cozinha bebendo água, perguntei porquê saiu do quarto tão rápido, ela respondeu tenho que arrumar casa eu respondi vamos ver televisão depois agente arruma, peguei na mão dela e fui levando ela pra sala, sentamos no sofá assistindo um filme que estava passando não sei o nome, ela estava perto de mim e estava calada, perguntei Tia Marcely me da um beijo? ela olho pra mim toda vermelha e com sorriso lindo e me deu um selinho, respondi a ela tia eu quero um beijo de verdade, ela respondeu como assim, eu fui e puxei ela pra cima de mim dando um beijo de língua super gostoso nela, ficamos assim por um bom tempo em quanto eu apertava sua bunda grande e durinha, ela e muito linda e muito gostosa com um corpo muito lindo um quadril largo uma barriguinha perfeita, e um seios lindos com formatos de laranja, enquanto eu passava a mão nela ela saiu de cima de mim e disse agente não pode fazer isso sou sua tia.
Se sua mãe ficar sabendo ela vai brigar comigo!
Tia Marcely ela não precisa saber!
Não David:
Por favor tia só mais um beijo eu gosto muito de você!
É ela me beijo e pergunto de qual forma eu gostava dela, respondi que eu sempre tive um desejo de ter ela como minha mulher, ela respondeu olha David você e lindo também gosto de você, mas não fala nada pra sua mãe, e subiu em cima do meu colo com as pernas abertas pra mim e começamos as nós beijar era o melhor beijo que eu tinha ganhado na vida de todas as meninas que eu fiquei, o beijo rolando e eu passando a mão na pernas grossas dela trocando e apertando os peitos dela, ela tiro minha camisa e o beijo volto e sua mão tava na minha barriga saradinha apesar de eu ser magro eu tinha um corpo de atleta pois amo esporte e sempre pratico, beijando ela abaixei uma blusinha fina que ela usava e depois seu sutiã e apertei mais ainda seus peitos lindos com biquinhos rosinhas claros, ela tava dando um gemidinhos abafado na minha boca enquanto beijamos por causa dos meus apertões no seus peitos, eu tava meio de pernas aberta no sofá ela por cima também com as pernas aberta enfiei minha mão por baixo da saia dela e comecei a esfregar aquela bucetinha gostosa que estava ficando meladinha e ela começou a gemer mais ainda os gemidos dela tava me deixando de pau duro ela percebeu e começou a fazer um vai e vem em cima do meu colo quando tirei a mão, aquele vai vem gostoso mesmo com roupas tava muito bom, e meu pau tava muito duro e ela esfregando, abaixei meu short e fiquei de cueca e enquanto ela tirava sua saia, sentei novamente no sofá e ela por cima de novo e começou a esfregar forte que o sofá começou a fazer um barulho estranho kkkkk, mas aquele vai e vem fez meu pau sair pra fora da cueca, e minha titia gostosa continua a esfregar sua buceta nele, chupei muito aqueles peitos, adoro peitos redondinhos não sou muito chegado em peitos muito grandes, a calcinha dela lubrifico meu pau todinho te tão excitada que ela estava esfregando em cima de mim, ficamos pelado e pedi ela pra chupa minha rola de 17 cm e grossa, eu tava de pê e ela ajoelhada na minha frente me chupando nossa era muito bom aquele boquete, mas ela chupava tão forte que fiquei um pouco fraco de perna bamba. Comecei a gemer e ela amentou apressão e eu gemia mais alto falando sacanagens com seu nome chama ela de gostosa, vai tia, ai hum, ssss, e etc. Pedi ela pra parar porque iria gozar. Beijei ela e meu pau fico batendo na sua barriga ela começo a me masturba enquanto agente se beijava, ela sento de pernas abertas no sofá pra mim e comecei a lamber aquela xoxota cheirosa que sempre sonhei toda raspada nem parecia que tinha pelos apesar de raspada, eu chupando ela em movimentos circulares e ela gemendo baixinho aumentei a pressão ela aumentou o gemidos gemendo alto, ai que delícia, vai chupa mais, chupa mais, eu só lambendo aquele linda buceta gostosa, e escutando gemidos enquanto ela apertava minha cabeça contra sua buceta, me chupa, gostoso, vai me chupa mais, ai sssss ai, ai que delicia David, chupa sua tia vai, isso assim, hum ai sss ai, hum cachorro, vai seu cachorro, me chupa seu safado, aiii aee aii que delícia e começo a falar eu vouuuu gozaaaa, David eu vouu goza, eu vo goza, chupa sua tia vai safado, me faz gozar. Eu disse goza na minha boca sua gostosa! Ela começo a goza e eu chupando mais forte aquela buceta, ela dizendo aaaaaaaaa delicia seu cachorro ai aiiie o delicia hummm cachorro. Bebi seu mel todinho meu deus aquilo era bom pois era a primeira vez que eu pegava uma mulher mais velha que eu.
Gosto tia?
Hum eu amei meu amor!
Vem cá deixa eu te chupa de novo!
Sentei no sofá e ela me chupando com um boquete mais forte dó que antes, nossa estavo quase gozando de tanta pressão, meu pau parecia que ia rasga tava até doendo de tanto tesão que eu estava sentindo.
Tia Marcely deixa eu te come, sempre sonhei em comer você?
Ta bom meu gostosinho vou deixar você comer minha bucetinha que você sempre sonhou!
Do jeito que eu estava sentado no sofá ela veio por cima sentado na minha piroca super dura, senti ela sentando de vagar no meu pau aquela buceta quentinha deslizando no meu pau.
Quando estava todo dentro dela ela deu uns gemidinhos baixinhos que eu entendi: ai delícia hum. E começou o vai vem na minha pica nossa que delícia era a melhor transa que eu tinha feito apesar de eu ter feito sexo com poucas meninas. Ela no vai e vem e eu chupando seu peitos lindos que balançavam só pra mim. E lá estava eu comendo minha tia que sempre amei! Ela começo aumenta a pressão e gemendo mais alto no meu ouvido me chamando de puto, meu putinho, cachorro, gostoso, meu amor, delicia, e os gemidos normais, quando percebi que eu ela já estavamos gozando juntos ela diminuiu a velocidade no vai e vem e começou a me beijar no pescoço, dizendo eu te amo meu sobrinho querido sempre te quis como meu macho, sempre tive um carinho por você! Eu também te amo tia sempre gostei de você, sempre vi você como uma mulher diferente.
E ela paro o vai vem mais minha piroca ainda tava dura, ela tava bamba e meio que tremendo no meu colo beijando meu pescoço, comecei a mexer o meu quadril de baixo dela, ela dava mais gemidinhos baixo no meu ouvido e estava com uma respiração ofegante e cansada.
Mas eu continuei mexendo meu quadril de baixo dela, quando ela começou a pular na minha piroca me fazendo gozar igual cavalo!
Depois disso ficamos sentados no sofá, ela ainda estava sentada no meu colo com as pernas abertas pra mim, e agente conversando falando um no ouvido do outro! Espero que gostem, vou contar nossas aventuras. Amo muito minha tia.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.