"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Arriscado é um prazer


autor: Renatinha92
publicado em: 27/08/17
categoria: aventura
leituras: 1621
ver notas


Olá amores

Sou a Renatinha, tenho 25 anos, apesar da pouca idade, tenho uma certa experiência no sexo, gosto de ter novas experiências e viver o sexo com prazer.

Depois da primeira vez com senhor Rubens, o pai de minha amiga Bia, decidi compartilhar uma segunda historia que aconteceu, dentre muito sexo que tivemos, escolhi esse fato verídico que aconteceu entre ele e eu.

Rubens e eu havíamos nos envolvido, mas mantínhamos um mistério para que ninguém soubesse e tivesse suspeitas, mas certa tarde nos arriscamos. 

Certa tarde eu estava sozinha em casa, sabia que a família de minha amiga havia saído a horas, como sempre nas tardes de sexta-feira, Rubens chegava 14h do trabalho, depois que viramos amantes a gente curtia fazer sexo ou apenas trocar beijos, o coroa me conquistou.
Naquela tarde ele chegou perto das 15h, como eu fiquei com duvidas se iria ao próximo encontro, deixei ele avisar, não demorou muito e o coroa me mandou mensagem, eu sempre ficava nervosa, então fui a casa dele, como eu tinha um certo medo que alguém me visse, eu entrava quieta e quando entrava na casa a gente se pegava, mas aquela tarde foi diferente, eu sentia algo estranho, tive receios quando passei o portão, mas fiquei tranquila, entrei na sala, Rubens me agarrou e trocamos beijos, fomos ao quarto do casal, eu tirei toda minha roupa e aos beijos fomos caímos na cama. Ele começou a me acariciar e passar a boca sobre meu corpo nu, chupava meus seios, descia a boca até encontrar minha buceta, ele se deliciava, eu era envolvida pela língua dele, o coroa passava minutos com a boca ocupada chupando e mordiscando minha buceta, eu gemia e me contorcia toda, sempre era assim. Quando ele me deu aquele pau pra mim chupar, eu cai de boca, me ajoelhei e fiz um boquete daqueles que ele quase gozou, eu chupava com uma vontade, um prazer, ele gemia, segurava meus cabelos e fazia um movimento como se estivesse penetrando, sentia a cabeça do pau dele bater na minha garganta, eu me engasguei, deixando o pau dele babado, eu adorava.
Depois daquele oral, ele me colocou na cama, empinou minha bunda e cuspiu no meu cuzinho, logo senti a cabecinha tocar a entrada, ele segurou minha cintura, deu tapas na minha bunda e outra cuspida, forçou e de uma vez só enfiou no meu cuzinho, eu fiquei ali enrabada, sentindo um pouco de dor e prazer, ele me agarrou e com alguns beijos foi começando um tímido vai-vem, aquilo foi aumentando e eu gemendo igual maluca, de repente estava em ritmo alucinante, eu sentia a bolas dele se apertarem, ele socava com vontade, eu fui ficando com prazer, comecei uma siririca, foram minutos ali de puro tesão. Depois que ele saiu de cima de mim, eu me deitei, ele rapidamente me virou, abriu minhas pernas e com uma punheta introduziu aquele pau na minha buceta, começou a meter em um vai e vem, estávamos na posição papai-mamãe ele deitou-se e ficamos ali aos beijos e eu com o pau dele dentro da buceta, ele chupava meu pescoço, me apertava no colchão, eu era sufocada, com o tempo e o calor, nossos corpos estavam molhados de suor, mas ele não parava, ele metia devagar, estávamos tomados de prazer, sem pressa de gozar, era uma delicia saber que minha buceta engolia o pau duro dele. De repente quando tudo estava calmo, ouvimos vozes na sala, era a esposa dele com os filhos, Rubens rapidamente levantou-se e trancou a porta, o prazer se transformou em medo, ele juntou minhas roupas e pediu pra mim me esconder atrás da cama, a esposa dele bateu na porta, ela queria entrar, apenas para pegar a toalha, ele abriu e ela o saudou com um beijo e saiu, rapidamente ele fechou a porta e pediu para continuarmos, eu fiquei com medo, mas obedeci e voltamos a mesma posição, ele tocou uma punheta e meteu rápido em mim, eu tive que me segurar pra não gemer, rapidamente ele retirou o pau de dentro de mim e gozou na minha boca, eu engoli toda aquela porra e chupei o pau dele com beijos na cabeça, eu me levantei e me vesti, ele se vestiu e com um beijo ele saiu ver onde estavam todos e me levou a porta do fundos e se despediu.
Cheguei em casa e fiquei lembrando da tarde e quase ser pega, mas valeu a pena passar por sustos e prazer, porém não nos encontramos mais depois disso, nem se quer nos falamos, mas eu vejo quando ele me olha com tesão. Mas acabou!!!

Beijos da Renatinha




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.