"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Mudança de Vida


autor: 1cuckoldhusband
publicado em: 11/08/17
categoria: traição
leituras: 826
ver notas


O que vou contar agora mudou completamente minha vida. Ainda estou tentando entender isso mas as sensações de tesão e raiva se misturam e não sei como agir. Tenho uma mulher bonita e nunca fui ciumento em relação a ela. Minha esposa, que é do tipo mandona, trabalha em uma grande empresa onde a grande maioria é de homens mas nunca houve qualquer tipo assédio pois ela é muito centrada no trabalho e não dava abertura para gracinhas. Somos casados a 4 anos e temos uma vida sexual apenas satisfatória pois como ela tem muita dificuldade para chegar ao orgasmo fico aborrecido com a situação. Comecei então a comprar brinquedinhos para ajudar na função. Primeiro foi um minivibrador que ela relutou um pouco a usar. Depois comprei um vibrador maior que tem um coelhinho e também faz penetração. Após um mês de cara fechada finalmente ela usou o brinquedo novo e acabou gostando. Ousei um pouco mais e comprei um pequeno plug anal e um lubrificante...quase apanhei e por pouco que ela não me enfia o plug que acabou no limbo do fundo da gaveta de calcinhas. O sexo continuava na mesma até que uma semana antes de sairmos de férias, que foi no começo de dezembro de 2016, notei uma diferença nas reações dela na cama. Estava mais solta e mais lasciva além de mais aberta. Gostei muito e começamos a transar com mais frequência, imaginando que os brinquedos e a literatura estavam fazendo efeito. Pensei que estava mais larga pois o vibrador era largo e poderia ter ajudado. Não esquentei e continuamos com transas melhores e cada vez mais gostosas. Também notei que ela estava mais desbocada e na cama frequentemente falava palavrões, o que não era nada comum, e que também começou a me xingar de várias coisas como frouxo, molenga, filho da puta e - semana passada - CORNO. Continuei a transa até gozarmos e depois resolvi perguntar a ela o que havia sido aquele CORNO. Ela falou que havia sido o calor do momento e se desculpou por isso. Pronto! A pulga estava plantada atrás da orelha, comecei a pensar coisas e como quem procura acha, descobri o baita par de chifres que levei e ainda estou levando.

Descobri que ela acabou usando os brinquedos que dei a ela com muita voracidade e isso despertou um lado que ela não conhecia. Começou a gozar muito com os brinquedos, inclusive o plug anal, ao mesmo tempo do vibrador e de outro pinto de borracha que ela mesmo comprou. Mas este não era o problema e sim um amigo que ela fez na empresa onde ninguém nunca havia assediado ela. O cara boa pinta e segundo ela, bom de pinto. Em um dia que havíamos brigado feio programando as férias ela saiu de casa e falou que precisava ficar sozinha para pensar. Ligou para o "boa pinta" que prontamente se propôs a conversar com ela e levou-a em um barzinho perto de sua casa. O resto vocês já sabem, bebidas de mais e roupas de menos foram para a casa do amigo e rolou, segundo ela, o sexo mais foda da vida dela. Ela me relatou todos os pormenores da trepada, desde o tamanho do pau do rapaz até o momento que ele gozou em sua boca passando pela socada sem só em sua buceta até então justinha.

Tudo isso fiquei sabendo quando ela voltou para casa no dia seguinte e estava toda esculhambada. Após meia hora ouvindo meus gritos ela pode me contar sua história. Calei me por um bom tempo enquanto tinha um misto de "mega ereção" com raiva e tristeza. Quando voltei ao normal perguntei a ela então, se o CORNO era oficial e desde quando vinha acontecendo. Ela me disse que havia sido a primeira vez e que não havia me traído sexualmente antes.

Sexualmente? perguntei
Sim, disse ela, que continuou "Quando descobri que minha dificuldade em gozar era culpa sua, já que os brinquedos me fizeram um grande favor, pensei em tirar a prova com um homem. Já que ia fazer merda que fosse em grande estilo e por isso investiguei o bom de cama da empresa. Nos pegamos nas salas, garagem e elevadores por algum tempo mas na hora H eu fugia e pensava em você e em nosso casamento. No dia de nossa discussão fiquei puta e resolvi virar puta mesmo. Sai de casa para dar. Para sentir um caralho de verdade na minha xana. Para ser fodida sem mimimi e para ser comida como nunca havia sido. Dei tudo e fiz tudo o que ele queria, sem pensar em nada. Esta marca branca em meu vestido e no meu pescoço é de porra. Na minha buceta também tem mais porra, o bastante para encher um copo se você quiser saber. E meu rabo esta dolorido - também por culpa sua, que deveria ter me dado um plug anal maior - me preparando melhor para um pau grande e grosso."

Ouvi atônito este discurso que ficou gravado na minha cabeça e continuei ouvindo enquanto ela constatava que eu estava com a "maldita ereção de corno".

Ela riu e disse - sim, você é oficialmente um CORNO e deu pra ver que leva jeito.

Fiquei furioso e queria expulsar ela de casa aos gritos. Esbravejei de todas as formas chamando ela de PUTA, VADIA, VAGABUNDA e outros belos predicados enquanto ela apenas olhava. Falou que todo CORNINHO tem um PUTA em casa e falou que havia descoberto isso em sites de hotwife. Falou que era para eu me acalmar enquanto ela ia tomar um banho e quem sabe tocar uma PUNHETA pensado na trepada que havia dado a pouco. Não tive reação além de sentar sozinho na sala e ficar pensando no que havia acontecido.

Lembrei de quando estava para casar com ela, que minha avó havia falado que mulher mandona dava nó em pingo d´água. Nunca levei a sério os avisos e nem me importava de ela ser a cabeça da casa. Comecei a chorar e junto com o choro veio a contatação de que realmente eu era um frouxo e que merecia o chifre. Pensei em ir embora mas notei que ainda estava de pau duro, o que me deixou novamente sem reação.

Como assim? Estou gostando dessa merda toda? - falei em voz alta. Sou CORNO, minha mulher fodeu igual a uma PUTA, sem camisinha, deu o cú, jogou tudo na minha cara e eu estou gostando disso de alguma forma? Não consegui acreditar naquilo, queria estar errado sobre o sentimento. Mas não estava. Quando minha esposa saiu do banho veio conversar comigo e eu já estando mais calmo consegui raciocinar melhor. Ela disse que estava se sentindo suja e que aquilo havia sido um erro tremendo, que eu não merecia ser traído. Falou que entenderia se eu fosse embora e suplicou por perdão. Nos abraçamos e notei que ela estava com o bico dos seios "acesos" o que só acontecia quando ela estava com tesão. Me afastei um pouco e perguntei porque ela ainda estava exitada. Ela pensou um pouco e veio a resposta.

- Durante muito tempo eu não gozei ou quando isso acontecia era fraco. Com os vibradores aprendi a sentir mais coisas e hoje tive os orgasmos mais incríveis da minha vida. Estou estasiada apesar de triste por nós. A sensação de ser dominada e ser fodida por todos os lados é inigualável. Estou sentindo calafrios, tremores e ainda estou completamente molhada. Mas você também esta excitado, porque?

Com toda a minha sinceridade falei sem pestanejar - Porque quando você me contou sua história, acabei imaginando as cenas pornográficas e como você estava sentindo as sensações que descreveu. Sou mesmo um frouxo por sentir tesão nisso - no que ela me interrompeu dizendo que era muito mais comum do que eu imaginava. Que as tais de HOTWIVES são esposas dominadoras que trepam geral para os CORNINHOS apreciarem e que talvez eu fosse um destes. Voltei ao assunto sobre os orgasmos que ela teve e perguntei como seria agora. Se ela se contentaria em trepar comigo e com os brinquedos ou se eu ganharia mais chifres. A resposta veio em forma de um sorriso safado e da frase - sou do mundo agora.

Estamos de férias em Florianópolis, estou digitando este texto e a pouco mandei uma mensagem no WhatsApp para minha esposa que havia se arrumado toda para sair "cazamiga".

A mensagem dizia:

- Na vá fazer nada de errado hoje, ok amor? 😉
Ela disse: Tarde demais 😉

- Pelo menos use camisinha né? 😲
Ela disse novamente: Tarde demais 😉



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.