"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Capítulo Xi


autor: Angelinasatira
publicado em: 17/07/17
categoria: bdsm
leituras: 181
ver notas



Parte I

Albino e Magda
Albino apanhou Magda no solar. Observou a enquanto ela se dirigia a ele... achou a menos abatida. Ele sentia se melhor sem dúvida. Albino cumprimentou a.
_Bom dia!
_Bom dia!
Respondeu ela
_Vamos relaxar um pouco hoje.
Partiram para Viana do Castelo uma cidadezinha que fica a norte de Portugal junta a uma foz.
Subiram ao miradouro de Santa Luzia . E depararam se com aquela linda paisagem que por acaso até convidava a falarem de tudo um pouco. De comida , de viagem. Do passado do do futuro. Albino não parava de pensar o quão boa companhia era Magda.
Dirigiram se a um restaurante típico que ficava a beira mar e sentaram se numa mesinha bem ao lado da janela onde pudessem ver a paisagem. Pediram uma garrafa de vinho branco e animados conversavam. De repente o telefone de Magda toca
_Abigail diz amiga! Sim!Eu disse te que vínhamos a Viana. Também tas aqui. ... Com quem? Ok. Aparece aqui no restaurante.
Depois de Magda dar as indicações a Abigail desligou.
_Esta tudo bem?
_Abigail trouxe a médica legista que autopsiou Pedro. Acho que ouviu uma conversa mas só me diz a mim.
As duas mulheres entraram no restaurante.
_Olá. .. Eu sou Hannya. Estava a fazer a autópsia ao Pedro ouvi uma conversa. ...
_Sim... obrigada por vir Doutora.
_Todas garrafas que vinham na caixa vinham invenenadas com arsenico.
_Como assim?
_Elas não pertenciam ao mesmo lote das outras.
_Bem lá em casa toda gente sabia que eu era ao única que bebia aquele vinho. Então foi alguém que me conhece bem.
_Não devia dizer isto porque o caso está em investigação mas achei melhor. Porque a qualquer momento poderia acontecer algo.
_Vieram este caminho todo por minha causa?
_Não amiga já tínhamos saída combinada. Aproveitamos e vimos aqui. Vamos embora.
Magda levantou se e abraçou Abigail e cumprimentou a médica.
_Agradeço vos as duas.
_Nada amiga.
_Não me tinhas dito que eras só é que bebias daquele vinho. _Comentou Albino. _
_Não disse. Esqueci suponho.
Bem mas vamos continuar a nossa conversa. O dia ainda não acabou.
O resto do almoço fez se agradável. Foram ao fim caminhar mais um pouco.
Magda não queria ir para casa. Largar este momento fantástico para ir para uma casa vazia.
_Albino. ....
_Sim.... Diz. ...Vais querer um geladinho?
_Não. . Vou querer uma avulsa.
Albino ficou calado. Olhou para Magda apreciando o arrepio de excitação em sua espinha. Mas não se revelou.
_Muito bem. ...mas sabes que não sou submisso certo?
_Eu sei. . Eu estou a precisar de me submeter.
_Muito bem ... Quando queres ter a sessão?
_Hoje. Esta noite.
Era algo que Albino almejava há muito tempo a oportunidade nunca se tinha revelado ....mas hoje.....
Magda e Albino combinaram os pormenores e os limites.
Mas continuaram em Viana. ... No fim da tarde entraram no carro e voltaram para o solar.
Sem grandes palavras dirigiram se os dois à dungeon e lá Magda livrou se de suas roupas.
Despida apresentou se a Albino.
_De joelhos. Beija me os pés. _Disse ele.
Magda ajoelhou e prontificou se as beijar lhe os pés.
Albino vendou a e perguntou lhe.
_Sabes quais as safe word?
_Amarelo e vermelho.
Albino aproveitou que estava na dungeon para usar umas coisinhas que nunca tinha usado.
Primeiro atou a de costas na cruz e presenteou a com umas chicotadas Magda não retorquiu aceitou as de bom grado precisava lbertar se de tudo. E foi o que Magda fez. Albino aceitou sua entrega sem qualquer pudores. Deixou extravazar seus desejos por aquela mulher . Por aquela submissa.
Depois de lhe dar com o flogger. Albino usou das cordas abrindo as pernas de Magda e aplicou um vibrador nela proibindo a de gozar. Turturou a dessa forma várias vezes enquanto a chamava de cadelinha.. Usou a em todos os seu orifícios para no fim autorizar lhe o orgasmo. Enquanto ele gozava dentro da sua gruta já toda molhada. Magda exausta deixou se cair. Albino pegou nela ao colo encheu o jacuzzi e enfiaram se os dois lá dentro.
_Isto fez me bem.
Falou finalmente Magda
_Sim. Uma boa sessão nunca fez mal a ninguém.
_ Queres dormir aqui?
_Faço te companhia.
Sem grandes palavras deitaram se nus nos lençóis frescos e cheirosos.
E dormiram serenos.
Parte 2
Cristiana
Cris ficou chateada. Julio foi se embora de fim de semana deixou a em casa. Decidida a não se deixar abater telefonou a Adriana a sua amiga de infância que por acaso estava livre e decidiram ir um barzinho que ficava ali mesmo na zona.
Por mais que conversasse Cris não conseguia tirar Júlio da cabeça. Decidiu que queria para casa . Mas ao sair do Bar deparou se com uma cara familiar: Lord Anton entrava pela mesma porta da qual ela estava a sair.
Continua



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.